Rio de Janeiro, sábado, 22 de julho de 2017 - 03h50min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos
Florianópolis 24 de fevereiro de 1957
Festival de gols no encontro de velhos amigos

Foi uma tarde de festa e arquibancadas lotadas no estádio Adolfo Konder, em Florianópolis. Tudo porque o Avaí iria receber o invicto Bangu de Zizinho, que fazia uma vitoriosa excursão pelo Sul do país.

Nívio, Teixeirinha e Zizinho: estrelas do amistoso.

O alvirrubro tinha vencido sucessivamente o Atlético Paranaense (2 a 0), o Coritiba (3 a 2), a Seleção Catarinense (4 a 1) e o Olímpico de Blumenau (5 a 0). Para evitar uma nova vitória dos cariocas, o Avaí se reforçou com elementos de outros times somente para aquele amistoso. A principal estrela seria o ponta-esquerda Teixeirinha, veterano de 33 anos, e que já tinha atuado pelo próprio Bangu, em 1951.

Antes de entrar em campo, antigos companheiros de Teixeirinha, como Nívio e Zizinho, fizeram questão de bater uma foto com o “maior craque de Santa Catarina”.

Com a bola rolando, o Avaí começou melhor e Rodrigues fez 1 a 0, logo aos 6 minutos. O Bangu empataria com Nívio, exímio cobrador de faltas, aos 20.

No 2º tempo, logo aos 5 minutos, o ponta-direita Calazans colocou o Bangu em vantagem e o técnico Eduardo Pellegrini, oito minutos depois, resolveu sacar Zizinho e colocar Ubaldo em seu lugar. As arquibancadas vaiaram a alteração, afinal estavam ali para ver o Mestre Ziza jogar.

Entretanto, foi o reserva Ubaldo Miranda quem anotou o terceiro gol banguense, aos 30 minutos, com um tiro indefensável para o goleiro Tatu. Nada estava decidido. Três minutos depois, Nilson conseguiu diminuir para 3 a 2 e os catarinenses se animaram.

Empurrado pela torcida, eis que o Avaí empatou o jogo aos 44 minutos do 2º tempo: numa confusão na área banguense, apareceu justamente o pé de Teixeirinha para chutar a bola para as redes, “sob estrondosa manifestação da assistência”.

Dada a nova saída, logo o juiz apitou o fim do “grande prélio, que satisfez plenamente ao público presente”. Naquela época, o respeito entre os jogadores era tão grande que, Teixeirinha se encaminhou para o vestiário do Bangu onde abraçou o amigo Zizinho demoradamente. As duas grandes estrelas sabiam que tinham proporcionado o melhor espetáculo futebolístico já visto na capital.

     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 20
Vitórias 5
Empates 6
Derrotas 9
Gols Pró 19
Gols Contra 32
Saldo de Gols -13
Aproveitamento 35%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Raphael Augusto 3
Rogerinho 2
Bruno Luiz 2
Leandro Chaves 1
João Guilherme 1
Guilherme 1
Carlinhos 1
Anderson Penna 1
Hygor Guimarães 1
Daniel Bueno 1
Marlon 1
Mauro Silva 1