Rio de Janeiro, domingo, 19 de fevereiro de 2017 - 13h49min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos
Mendoza 14 de fevereiro de 1964

Carnaval: 26 horas dentro de um ônibus por 60 dólares

A distância entre Buenos Aires, a capital argentina, e a cidade de Mendoza, próxima às cordilheiras dos Andes, no oeste do país platino, é de pouco mais de 1.000 quilômetros. De avião, em duas horas se chega até lá. De ônibus, o trajeto leva 13 horas. Porém, em 1964, durante uma longa excursão pelo interior da Argentina, o Bangu, em ônibus fretado, conseguiu levar 26 horas para ir de um ponto a outro, parando em várias localidades.

O deslocamento ocorreu justamente no domingo de Carnaval. Mesmo que na Argentina ninguém comemorasse a data, os jogadores iam achando motivos para festejar a cada parada que o ônibus fazia. Para compensar, por terem perdido o Carnaval carioca, o clube decidiu pagar a cada um deles uma diária de 60 dólares.

Com dinheiro no bolso, porém, cansados e mal-dormidos, os banguenses chegaram a Mendoza à 1h30 da madrugada de segunda-feira. Terça-feira à noite foram enfrentar o Independiente Rivadávia e perderam por 5 a 2, na abertura do Torneio Quadrangular.

Por isso, a partida da segunda rodada, marcada para sexta-feira à noite, era fundamental para restabelecer o prestígio perdido.

Mesmo que o elenco já acusasse as baixas dos goleiros Ubirajara e Aldo, do ponta Mateus e do atacante Bianchini – todos contundidos – Tim conseguiu rearrumar o Bangu para o jogo contra o Atlético San Martín, clube também alvirrubro, campeão da Liga de Mendoza em 1963. Para quem tinha sido goleado pelo Independiente, quinto colocado nesta Liga, ganhar do campeão parecia uma missão bem mais difícil.

Nos primeiros minutos, o jogo foi equilibrado. O Bangu só se soltou quando o ponta-direita Paulo Borges inaugurou o placar, aos 30 minutos. A partir daí, o alvirrubro carioca passeou diante do alvirrubro argentino. Parada ainda faria 2 a 0 antes de terminar o 1º tempo.

Na etapa final, logo aos 9 minutos, Cabralzinho ampliou para 3 a 0 e Parada encerrou a goleada aos 25 minutos.

No jogo de fundo da noite, o Independiente Rivadávia empatou com o Godoy Cruz por 1 a 1, resultado que mantinha o Bangu na briga pelo título do quadrangular.

Porém, na última rodada, marcada para domingo, apesar de os banguenses golearem o Godoy Cruz por 4 a 1, indo a 4 pontos, o Independiente Rivadávia teve a vida facilitada pelo San Martín, ganhando por 3 a 2 e alcançando 5 pontos na classificação geral. A longa viagem de ônibus de Buenos Aires até Mendoza tinha cobrado seu preço.

O Bangu, que já tinha sido vice-campeão do Torneio Quadrangular de Lima, no Peru, em janeiro, era novamente vice, agora em gramados argentinos.

Torneio Quadrangular de Mendoza 1964
     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 5
Vitórias 1
Empates 2
Derrotas 2
Gols Pró 5
Gols Contra 10
Saldo de Gols -5
Aproveitamento 33%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Leandro Chaves 1
Raphael Augusto 1