Rio de Janeiro, quinta-feira, 21 de setembro de 2017 - 10h51min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos

10/04/1985 - BANGU 3 x 1 BRASIL (RS)

FICHA TÉCNICA
Competição:
Taça de Ouro - Grupo D - Returno
Local:
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho
Renda:
Cr$ 7.790.000,00
Público:
1.558 pagantes
Árbitro:
Tito Rodrigues , auxiliado por Nilton Ramos e Hermínio Bíscaro
Gilmar; Baby, Jair, Márcio(Delacir e Oliveira; Israel, Pingo e Mário; Marinho, Fernando Macaé e Ado
Técnico: Moisés
 
João Luis; Valdoir, Silva, Hélio e Jorge Batata; Doraci (Márcio), Lívio e André; Júnior Brasília, Bira e Zezinho (Canhotinho)
Bangu 1 x 0: Ado, aos 8min do 1º tempo
Bangu 2 x 0: Pingo, aos 9min do 1º tempo
Bangu 3 x 0: Fernando Macaé, aos 23min do 2º tempo
Bangu 3 x 1: Hélio, aos 34min do 2º tempo
Jorge batata e Lívio (Brasil); Gilmar, Oliveira e Israel (Bangu)

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu supera retranca do Brasil e vence por 3 a 1
Fonte: Jornal O Globo

O Bangu não teve dificuldades para derrotar o Brasil de Pelotas, ontem à noite em Moça Bonita, por 3 a 1 e assumir a liderança no segundo turno do Grupo D da Taça de Ouro, ao lado do próprio Brasil e da Ponte Preta, que empatou em Joinville. Todos têm agora 11 pontos, mas o clube carioca já tem sua vaga garantida para a próxima fase porque venceu o primeiro turno.

O Brasil, até então líder isolado do segundo turno, veio ao Rio disposto a lutar pelo empate. Preparou-se com uma retranca que fracassou logo aos 8 minutos, quando o Bangu marcou o seu primeiro gol: Márcio cruzou da direita, Marinho cabeceou para Ado que, também de cabeça, venceu o goleiro João Luis. Nova saída foi dada, o Bangu recuperou a bola e marcou o seu segundo gol, aos 9 minutos: Macaé entrou pela área, perdeu o controle da bola, mas Pingo apareceu para o chute final. Totalmente desorganizado taticamente, o Brasil tentou sair da retranca para uma reação 30 minutos conseguiu dar um chute ao gol adversário.

No segundo tempo, o panorama não se modificou, apesar do time gaúcho te perdido uma grande chance aos 5 minutos com André cobrando um pênalti na trave. Aos 23 minutos, Fernando Macaé, mesmo atrapalhado pelo zagueiro Silva, conseguiu marcar o terceiro gol do Bangu. E o time carioca passou a se poupar, sob os aplausos da sua torcida que não parou de festejar nem mesmo quando Hélio, de cabeça, conseguiu fazer o único gol do Brasil.

O Bangu, no sábado, enfrentará a Ponte Preta, em Campinas. O jogo seria domingo à noite, com transmissão de tv, mas a CBF não autorizou a transferência e, agora, Castor de Andrade pretende autorização para jogar sábado à noite, com transmissão de tv.

     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.133
Vitórias 1.728
Empates 979
Derrotas 1.426
Gols Pró 7.305
Gols Contra 6.332
Saldo de Gols 973
Artilheiros
 
Ladislau 231
Moacir Bueno 203
Nívio 152
Menezes 137
Zizinho 125
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 83