Rio de Janeiro, sexta-feira, 24 de novembro de 2017 - 18h14min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos

07/07/1985 - MIXTO (MT) 1 x 4 BANGU

FICHA TÉCNICA
Competição:
Taça de Ouro - 2ª Fase - Turno
Local:
Estádio José Fragelli, em Cuiabá
Renda:
Cr$ 54.625.000,00
Público:
9.033 pagantes
Árbitro:
Manoel Amaro de Lima, auxiliado por Sérgio Salsa e Elias Coelho
Nélson; Suemar, Dedê, Miro e Vicente; Cláudio Barbosa, Marcinho e Humberto (Ricardo); Gílson Bonfim, Gonçalves e Rodrigues (Ademar)
Gilmar, Márcio, Jair, Oliveira e Baby; Lulinha, Israel e Mário; Marinho, Pingo (João Cláudio) e Gílson
Técnico: Moisés
Bangu 0 x 1: Cláudio Barbosa, aos 16min do 1º tempo
Bangu 1 x 1: Marinho, aos 26min do 1º tempo
Bangu 2 x 1: João Cláudio, aos 17min do 2º tempo
Bangu 3 x 1: Marinho, aos 42min do 2º tempo
Bangu 4 x 1: Gílson, aos 46min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu impossível: 4 a 1
Fonte: Jornal dos Sports

CUIABÁ - O resultado de 4 a 1 na vitória do Bangu sobre o Mixto na capital mato-grossense expressou a superioridade dos cariocas durante toda a partida. Os gols foram marcados por Cláudio Barbosa, que abriu o marcador para o Mixto, aos 16 minutos do primeiro tempo, Marinho, aos 26 também da etapa inicial, João Cláudio, aos 17, novamente Marinho, aos 42, e Gílson, aos 46, os três últimos na etapa complementar.

A armação do meio-campo do Bangu, feita pelo treinador Moisés, com Lulinha e Israel, mais atrás, e Mário e Pingo, tocando a bola com rapidez no ataque, envolveu completamente o time local, que só marcou um gol na frente por pura sorte, uma vez que o primeiro ataque do Mixto ocorreu aos 15 minutos, com a bola saindo a córner. Depois da cobrança, Humberto deu, de cabeça, para Cláudio Barbosa, também de cabeça, marcar.

Depois disso é que só deu Bangu ainda mais. Seus jogadores apresentaram uma aplicação ainda maior e chegaram ao empate aos 26, através de Marinho. O Mixto recuou ainda mais e só tentava sair em contra-ataques.

Na etapa final, já com João Cláudio, que substituíra Pingo, contundido na perna esquerda, o Bangu ganhou ainda mais força e passou à frente no marcador, justamente através de Jogo Cláudio, aos 17. Os alvirrubros continuaram forçando, mas o gol que viria dar tranqüilidade só surgiu aos 42, quando Mário, em grande jogada pessoal, deixou Marinho livre para assinalar. Ninguém mais esperava qualquer alteração no placar e os times já procuravam tocar a bola, quando Gílson, num chute de fora da área, aos 46 minutos, pegou o goleiro Nélson desprevenido, deu sorte que a bola quicou na entrada da pequena área e acabou dando cifras finais ao marcador.


Atuações:


O Bangu foi melhor durante toda a partida, inclusive quando perdia - até os 26 minutos do primeiro tempo - e, por isso, nem mesmo o fato de seus atacantes terem desperdiçado várias oportunidades na etapa inicial desmereceram a sua atuação.

O goleiro Gilmar esteve muito bem e deu tranqüilidade à defesa , enquanto que os zagueiros Márcio. Jair, Oliveira e Baby não tiveram muito trabalho, vencendo na grande maioria das vezes os atacantes mato-grossenses. O meio-campo formado por, Lulinha, Israel e Mário dominou a partida, com destaque para este último jogador.

No ataque, o melhor foi Marinho, enquanto que João Cláudio, que entrou no lugar de Pingo, e Gílson também estiveram bem.

No time do Mixto, os mais destacados foram o goleiro Nélson, embora traído no último gol do Bangu pelo montinho artilheiro, o lateral-direito Suemar e o apoiador Cláudio Barbosa, que além de ajudar a sua defesa, ainda partia decisivamente para o ataque.

. . . . . . . . . . . . . . .

Leia a crônica de Carlos Molinari sobre este jogo.

     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.116
Vitórias 1.713
Empates 980
Derrotas 1.423
Gols Pró 7.267
Gols Contra 6.306
Saldo de Gols 961
Artilheiros
 
Ladislau 229
Moacir Bueno 202
Nívio 152
Menezes 138
Zizinho 124
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 97
Arturzinho 93
Marinho 83