Rio de Janeiro, quinta-feira, 21 de setembro de 2017 - 18h24min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos


BANGU 1 x 0 RESENDE

FICHA TÉCNICA
Competição:
Copa Rio (2ª fase)
Local:
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho, em Bangu
Data-Hora:
Sábado, 18/09/2010 - 15h
Renda:
-
Público:
- (partida realizada com portões fechados)
Árbitro:
Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Auxiliares:
Marcelo da Silva Cardoso (RJ) e Wander Luiz da Conceição (RJ)
Espíndula, Gedeílson, Abílio, Johnny e China; Raphael Azevedo, Beto, Thiago Galhardo (Alex Alves) e Tiano (Guzzon); Marco Antônio (Marcelo) e Pipico.
Técnico: Mazolinha.
Arthur, Belarmino, Rafael, Gabriel e Tiago; Josemar, Juninho, Pedrinho (Wallace), Léo Silva (Patrick) e Iresânio; Iuri e Bruno (Wellington).
Técnico: Paulo Campos.
Thiago Galhardo (Bangu); Belarmino e Wallace (Resende)
-
Bangu 1 x 0: Pipico, aos 38min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Pipico salvou no fim
Fonte: Carlos Molinari

Num jogo marcado pelo fato de os torcedores não poderem entrar em Moça Bonita (apesar de, nas sociais, dezenas de pessoas tenham acompanhado o jogo), o Bangu venceu a duras penas o Resende por 1 a 0, gol de Pipico, aos 38 do segundo tempo, aproveitando uma falha da defesa adversária.

O que teria motivado a proibição à abertura das bilheterias teria sido o descumprimento ao artigo 23 do Estatuto do Torcedor, que exige que o clube envie ao Ministério Público Estadual o laudo técnico da vistoria do estádio, coisa que a diretoria, com certeza, não providenciou.

Por isso, durante a partida, quem estava dentro do estádio, podia escutar um carro de som circulando pela estação de Guilherme da Silveira, bradando palavras de ordem contra a diretoria, o que visivelmente perturbou a paciência do presidente do clube nas sociais.

Em campo, o jogo foi frio, tal qual a temperatura da tarde e tal qual um estádio sem torcida. Moça Bonita que já teve até charanga e banda, estava em silêncio. A partida no primeiro tempo foi das piores. Apenas um único chute a gol do Bangu defendido pelo goleiro. Nada mais.

No segundo tempo, o Resende melhorou, sufocou o time do Bangu, acertou uma bola no travessão, mas a incompetência de seus atacantes impediu qualquer mudança no placar.

Aos 38, em um contra-ataque do Bangu, o zagueiro do Resende entregou a bola nos pés de Pipico que soube muito bem aproveitar o presente e chutar rasteiro para marcar seu quinto gol na Copa Rio. Bangu 1 a 0.

Com a vitória, o time alcançou a liderança de seu grupo com 12 pontos, seguido de perto pelo Volta Redonda, com 11 e pelo Tigres, com 10.

O próximo jogo será quarta-feira contra o Fênix de Barra Mansa, em Moça Bonita e como gosta de dizer o treinador Mazolinha, "só Papai do Céu" sabe se será aberto ao público.

Aliás, Mazolinha mais uma vez teve que agradecer a vitória ao seu protetor celestial já que o time jogou abaixo das expectativas e mostrou carecer da experiência de Marcão e André Barreto no meio campo.

O zagueiro Rafael foi o melhor em campo.


Avaliações individuais

Espíndola - Fraco, não é o goleiro ideal para a meta banguense. Solta bolas fáceis e não consegue cobrar um tiro de meta com perfeição. Nota 6.

China - Bem posicionado, mostrou muita velocidade. Nota 7.

Abílio - Perfeito nos cortes na zaga. Anulou as tentativas do Resende. Nota 7.

Rafael - O melhor em campo. Aproveitou o seu porte físico para ganhar todas. Nota 8.

Johnny - Deslocado para a lateral-esquerda, não conseguiu apoiar uma única vez. Nota 5.

Beto - Muito raçudo, cortou todas lá atrás e ainda perdeu um gol no último minuto. Nota 6.

Gedeílson - O pior em campo, qualquer um passava por ele. Completamente perdido. Nota 0.

Thiago Galhardo - Pelo menos, mostrou raça para compensar a falta de técnica. Nota 6. Foi substituído por Alex Alves. Sem nota.

Tiano - Deu bons passes em profundidade, mas cansou no segundo tempo, como é sua marca registrada. Nota 7. Foi substituído por Guzon. Sem nota.

Pipico - Marcou o gol da vitória em jogada de muito oportunismo e ainda perdeu duas boas chances depois disso. Nota 8.

Marco Antônio - Atuou bem na primeira etapa, mas foi sacado no intervalo. Nota 6. Em seu lugar entrou Marcelo, que não mostrou a que veio. Nota 4.

. . . . . . . . . . . . . . .

Video do jogo
 
 

Fotos do jogo
 
Foto: Fabio Menezes
 
 
Foto: Fabio Menezes
 
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.133
Vitórias 1.728
Empates 979
Derrotas 1.426
Gols Pró 7.305
Gols Contra 6.332
Saldo de Gols 973
Artilheiros
 
Ladislau 231
Moacir Bueno 203
Nívio 152
Menezes 137
Zizinho 125
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 83