Rio de Janeiro, quinta-feira, 21 de setembro de 2017 - 18h24min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos


BANGU 3 x 2 GOYTACAZ

FICHA TÉCNICA
Competição:
Copa Rio (3ª fase)
Local:
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho, em Bangu
Data-Hora:
Quarta-feira, 10/11/2010 - 16h (horário brasileiro de verão)
Renda:
R$ 2.330,00
Público:
451 pagantes (601 presentes)
Árbitro:
Djalma José Beltrami Teixeira (RJ)
Auxiliares:
Ricardo Maurício Ferreira de Almeida (RJ) e Rodrigo Pereira Jóia (RJ)
Espíndula; China, Abílio, Caboclo e Gedeílson; Marcão, André Barreto, Raphael Azevedo e Tiano (Thiago Galhardo); Alex Alves (Fabiano Lopes) e Pipico.
Técnico: Mazolinha.
Gláucio; Renato, André (Johhny), Sassá e Vítor (Davi); Joel, Wellington Jacaré, Leandro Sena e Rondinelli, Juninho (Rodriguinho) e Wandinho.
Técnico: Jorge Sena.
China e Alex Alves (Bangu); Leandro Sena (Goytacaz)
-
Bangu 1 x 0: Tiano, aos 25min do 1º tempo
Bangu 1 x 1: Leandro Sena, aos 36min do 1º tempo
Bangu 2 x 1: Tiano, aos 39min do 1º tempo
Bangu 3 x 1: André Barreto, aos 31min do 2º tempo
Bangu 3 x 2: Rondinelli, aos 34min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu vence e vai decidir a Copa Rio
Fonte: Fabio Menezes (Papo Esportivo)

Como nos seus melhores dias, foi uma verdadeira tarde de festa alvirrubra em Moça Bonita. Bangu e Goytacaz protagonizaram uma das melhores partidas da Copa Rio e, diante de seu torcedor que compareceu em bom número, o time da Zona Oeste venceu a equipe campista por 3 a 2, no encerramento da terceira fase da competição. Pela primeira vez em quinze edições, o Bangu conseguiu a vaga na final da Copa Rio contra o Sendas, que também na tarde desta quarta-feira (10), derrotou o Tigres do Brasil por 2 a 1 no estádio Arthur Sendas. Inicialmente, os confrontos finais estão marcados para o próximo dia 17, no estádio Proletário Guilherme da Silveira, e 20 deste mês, no Arthurzão, em São João de Meriti.


O jogo

Mesmo com a vantagem do empate, a equipe visitante teve boas ações no início da partida, enquanto o Bangu explorava as jogadas pelos flancos e a velocidade na saída para o ataque.

Aos 25 minutos, Tiano cobrou falta na área pela esquerda e Vitor segurou Marcão na grande área. Tiano, em cobrança de pênalti com a habitual categoria, deslocou Gláucio e abriu o marcador para o Bangu.

Onze minutos depois, após sucessão de escanteios, o Goytacaz igualou o marcador. Não conseguindo transpor a zaga banguense, o time de Campos passou a usar sua conhecida arma, os chutes de longa distância. Leandro Sena, de fora da área, acertou o ângulo direito, sem chances para Espíndula.

Sem se abater e em busca de nova vantagem, o Bangu fez o seu segundo gol. Em cobrança de falta de muito longe, Tiano bateu forte, mas contou com a colaboração de Gláucio, que tentou a defesa e viu a bola morrer no fundo da rede, aos 39 minutos. Com o gol, o meia banguense igualou-se a Pipico na artilharia da Copa Rio, com oito gols.

Na etapa final, com o Goytacaz em busca do empate, o Bangu passou a jogar com inteligência e a cadenciar o jogo pelo meio, à base do bom toque de bola e da experiência de seus principais jogadores. Se o Goytacaz crescia com a articulação de jogadas de Wellington Jacaré, os alvirrubros chegaram ao terceiro gol mais uma vez de bola parada. China cobrou falta com precisão e André Barreto, aos 31 minutos, aumentou a vantagem para o Bangu.

Com valentia, o Goytacaz lutou e diminuiu três minutos depois. Em cobrança de pênalti, Rondinelli (também na artilharia com oito gols) bateu forte e fez o segundo gol dos campistas, que lutaram até o final. Mostrando garra e determinação, o Bangu segurou a partida e garantiu a vitória que o leva à final da Copa Rio e, além disso, a volta a uma competição nacional após sete anos.

. . . . . . . . . . . . . . .

Leia a crônica de Carlos Molinari sobre este jogo.

. . . . . . . . . . . . . . .

Videos do jogo
 
 
 

Fotos do jogo
 
Foto: Paulo Roberto
 
 
Foto: Paulo Roberto
 
 
Foto: Juninho
 
 
Foto: Vitor Costa
 
 
Foto: Juninho
 
 
Foto: Vitor Costa
 
 
Foto: Juninho
 
 
Foto: Juninho
 
 
Foto: Juninho
 
 
Foto: Vitor Costa
 
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.133
Vitórias 1.728
Empates 979
Derrotas 1.426
Gols Pró 7.305
Gols Contra 6.332
Saldo de Gols 973
Artilheiros
 
Ladislau 231
Moacir Bueno 203
Nívio 152
Menezes 137
Zizinho 125
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 83