Rio de Janeiro, quinta-feira, 21 de setembro de 2017 - 18h21min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos


BANGU 2 x 2 MADUREIRA

FICHA TÉCNICA - Súmula
Competição:
Copa Rio (3ª Fase (Semifinal) - Grupo G - 1º jogo)
Local:
Estádio Mourão Filho (Rua Bariri), em Olaria (RJ)
Data-Hora:
Quarta-feira, 14/11/2012 - 16h (Horário Brasileiro de Verão)
Renda:
R$ 1.095,00
Público:
160 pagantes (250 presentes)
Árbitro:
Leonardo de Castro Moreira (RJ)
Auxiliares:
Daniel de Oliveira Alves Pereira (RJ) e Thiago Henrique Farinha (RJ)

Thiago Leal; Celsinho, Raphael, Alex Lopes e Guilherme; Oliveira (Fabio Ney - 42'/2T), André Barreto, Araruama, Wellington Júnior e Igor Alves (Daniel Marins - 13'/2T); Sérgio Júnior (Matheus Pimenta - 36'/2T).
Técnico: Cleimar Rocha.

Cléber; Patrick (Obina), Victor Silva, Zé Carlos e Zeca; Gilson, Rodrigo Souza, Rodrigo Lindoso e Carlinhos (Diego Renan); Jean e Derlei (Michel Santos).
Técnico: Luis Cláudio.
Igor Alves, André Barreto e Araruama (Bangu); Cléber, Carlinhos, Patrick e Rodrigo Lindoso (Madureira)
-
Bangu 1 x 0: Celsinho, aos 17min do 1º tempo
Bangu 1 x 1: Jean, aos 27min do 1º tempo

Bangu 2 x 1: Wellington Júnior, aos 15min do 2º tempo
Bangu 2 x 2: Jean, aos 27min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu e Madureira empatam e decisão fica pro segundo jogo
Fonte: Vitor Costa e Renan Mafra (FutRio)

Em partida equilibrada, Jean marca duas vezes e impede derrota do Tricolor Suburbano

Sobrou emoção no jogo de ida da semifinal da Copa Rio entre Bangu e Madureira na tarde desta quarta-feira (14) na Rua Bariri. Em partida movimentada, o time comandado por Cleimar Rocha chegou a estar na frente do marcador duas vezes, mas o Tricolor chegou ao empate graças ao inspirado atacante Jean e o placar ficou em 2 a 2. Com isso, quem vencer o jogo de volta, sábado (17), na Rua Conselheiro Galvão, carimba o passaporte para a finalíssima da competição.

Diante de um início de jogo equilibrado e de muito estudo, as bolas paradas decidiram o primeiro tempo. Aos 17 minutos, após um tremendo bate-rebate, Igor Alves foi derrubado na área pelo goleiro Cléber. Na cobrança do pênalti, Celsinho converteu e até furou a rede para abrir o marcador: Bangu 1 a 0.

Com mais posse de bola, o Bangu sofreu perigo nos contra-ataques e, em um deles, aos 28 minutos, Jean tentou o passe para a área e a bola resvalou no braço de Igor Alves em cima da linha. Pênalti que Rodrigo Lindoso cobrou fraquinho e Thiago Leal defendeu com os pés. No rebote, Rodrigo Lindoso chutou fraco de novo e Thiago Leal fez nova defesa. A zaga banguense ficou parada e Jean pegou o terceiro rebote para deixar tudo igual no marcador.

Na etapa complementar, o jogo pegou fogo. Logo aos quatro minutos, o Madureira teve uma grande chance. Zeca fez jogada individual pela esquerda, deixou Celsinho caído e cruzou para Rodrigo Souza que cabeceou para fora. Em seguida, Wellington Júnior tentou de bicicleta. Porém, Cléber praticou a defesa.

Quando a partida era “lá e cá”, o Bangu chegou ao segundo gol. Celsinho recebeu a bola após bate-rebate e, pela direita, bateu cruzado. A bola ficou nos pés de Wellington Júnior, no meio do caminho, dentro da área. E o ex-botafoguense teve tranquilidade para dominar e tirar de Cléber para desempatar: 2 a 1.

Entretanto, o talento do experiente Jean deixou tudo igual aos 27 minutos. O atacante recebeu na entrada da área e chutou forte, sem chances para o goleiro Thiago Leal: 2 a 2. Com a igualdade no placar, o jogo seguiu movimentado e, aos 29, Wellington Júnior bateu cruzado da direita, a bola passou por todo mundo e ia entrando. Ao tentar completar para o gol, Daniel Marins acabou impedindo o tento banguense e o marcador não foi alterado.

Bangu e Madureira voltam a se enfrentar no próximo sábado (17), às 15h30, no Estádio Aniceto Moscoso, na Rua Conselheiro Galvão. Quem vencer se garante na final, prevista para a próxima semana.


A partida
Bangu 2×2 Madureira – Copa Rio, semifinal, jogo de ida – 14/11/2012

Estádio da Rua Bariri (Rio de Janeiro-RJ)
Árbitro: Leonardo de Castro Moreira
Assistentes: Daniel de Oliveira Alves Pereira e Thiago Henrique Farinha

Bangu: Thiago Leal; Celsinho, Raphael, Alex Lopes e Guilherme; Oliveira (Fabio Ney), André Barreto, Araruama, Wellington Júnior e Igor Alves (Daniel Marins); Sérgio Júnior (Matheus Pimenta). Técnico: Cleimar Rocha.

Madureira: Cléber; Patrick (Obina), Victor Silva, Zé Carlos e Zeca; Gilson, Rodrigo Souza, Rodrigo Lindoso e Carlinhos (Diego Renan); Jean e Derlei (Michel Santos). Técnico: Luis Cláudio.

Cartões amarelos: André Barreto, Igor Alves e Oliveira (BAN); Carlinhos, Cléber, Patrick e Rodrigo Lindoso (MAD)

Gols: Celsinho 17’/1ºT (1-0); Jean 28’/1ºT (1-1); Wellington Júnior 15’/2ºT (2-1); Jean 27’/2ºT (2-2)

Público: 160 pagantes
Renda: R$ 1.095,00

. . . . . . . . . . . . . . .

Copa Rio: Tudo igual na semifinal entre Bangu e Madureira
Fonte: Marca Assessoria

Técnicos Cleimar Rocha e Luiz Claudio analisam empate no primeiro jogo

Bangu e Madureira ficaram no empate em 2 a 2 na tarde desta quarta-feira, na Rua Bariri, pelo primeiro jogo da semifinal da Copa Rio. Com o resultado, quem vencer no sábado, em Conselheiro Galvão, fica com a vaga para a final da competição. No outro jogo da semifinal, o Nova Iguaçu bateu o Resende por 2 a 0.

O Bangu ficou na frente do placar em duas oportunidades com gols de Celsinho e Wellington, mas o Madureira empatou com Jean. O técnico Cleimar Rocha analisou o resultado.

- O Madureira estava melhor no início do jogo e estávamos com um pouco de dificuldade, mas no final do primeiro tempo o jogo se igualou. No segunda etapa, tivemos mais chances e poderíamos ter ampliado a vantagem, mas acabamos sofrendo o empate - disse Cleimar.

Do outro lado, o treinador Luiz Claudio gostou do empate.

- Foi um jogo muito equilibrado e qualquer um poderia ter vencido. O Bangu é um time bem organizado e como estivemos duas vezes atrás no placar o empate foi bom para a gente. Agora, é decidir no sábado em outra partida muito difícil - disse o técnico do Madureira.

. . . . . . . . . . . . . . .

Tudo igual no primeiro jogo da semifinal
Fonte: Agência Bangu

Em um confronto de grandes emoções, Bangu e Madureira ficaram no empate em 2 a 2 na primeira partida da semifinal da Copa Rio. Os gols da partida foram marcados por Celsinho a favor do Bangu abrindo o placar, Jean pelo Madureira empatando, Wellington Junior fazendo 2 a 1 e Jean novamente igualando a contagem.

No campo da Rua Bariri o Bangu chegou com força para tentar definir uma vantagem no jogo de volta e tratou de partir para a ofensiva logo aos 8 minutos com Wellington Júnior arriscando chute de fora da área que passou por cima do gol de Cléber.

Vendo o Alvirrubro crescer em campo, o Madureira lançou uma marcação forte sobre os mandantes, com muitos bloqueios e faltas. Tanto que aos 17 minutos Igor Alves invadiu a área e acabou sendo derrubado. Pênalti a favor do Bangu. Na cobrança Celsinho converteu e abriu o marcador.

Na frente do placar o Bangu se manteve com a posse de bola e buscou criar novas oportunidades para ampliar, por sua vez, o Tricolor Suburbano arriscava nos contra-ataques. Aos 28 minutos Jean lançou na frente e o árbitro interpretou que Igor Alves pôs o braço na bola. Pênalti a favor do Madureira. Rodrigo Lindoso bateu no meio do gol e Thiago Leal defendeu com os pés, no rebote o mesmo chutou e o arqueiro banguense defendeu novamente dando rebote, na terceira oportunidade Jean completou. 1 a 1.

No segundo tempo as equipes voltaram com todo o gás e logo aos 9 minutos Wellington Júnior, do Bangu, recebeu cruzamento e arriscou uma bicicleta que Cléber defendeu. Se mantendo no ataque Celsinho arriscou chute cruzado aos 16 minutos e a bola encontrou Wellington Júnior dentro da área. Em posição legal, o camisa 11 mandou para o gol e abriu nova vantagem. Bangu 2 a 1.

Perdendo, o Madureira se viu na obrigação de avançar todo o time e foi para cima com um chute de longe de Rodrigo Lindoso que saiu sobre o travessão. Em outra oportunidade, aos 26 minutos, Jean novamente apareceu e fez a diferença para o Tricolor. O atacante recebeu na área, saiu do marcador e chutou forte sem chances para Thiago Leal.

Ainda na etapa final o Bangu quase decretou sua vitória. Wellington Júnior recebeu passe, avançou e chutou forte, mas a bola encontrou o banguense Daniel Marins no seu trajeto que acabou impedindo a alteração no placar.

A segunda partida está marcada para este sábado (17), em Conselheiro Galvão, às 15h30. O vencedor passa para a final e o empate leva a decisão para os pênaltis.


Bangu 2×2 Madureira
Semifinal da Copa Rio 1ª Partida – 14/11/2012

Estádio Mourão Filho (Rio de Janeiro,RJ)
Árbitro: Leonardo de Castro Moreira
Assistentes: Daniel de Oliveira Alves Pereira e Thiago Henrique Farinha

Bangu: Thiago Leal; Celsinho, Raphael, Alex Lopes e Guilherme; Oliveira (Fabio Ney), André Barreto, Araruama, Wellington Júnior e Igor Alves (Daniel Marins); Sérgio Júnior (Matheus Pimenta).
Técnico: Cleimar Rocha.

Madureira: Cléber; Patrick (Obina), Victor Silva, Zé Carlos e Zeca; Gilson, Rodrigo Souza, Rodrigo Lindoso e Carlinhos (Diego Renan); Jean e Derlei (Michel Santos).
Técnico: Luis Cláudio.

Cartões amarelos: André Barreto, Igor Alves e Oliveira (BAN); Carlinhos, Cléber, Patrick e Rodrigo Lindoso (MAD)

Gols: Celsinho 17’/1ºT ; Jean 28’/1ºT; Wellington Júnior 16’/2ºT; Jean 26’/2ºT.

. . . . . . . . . . . . . . .

Video do jogo
 
 

Fotos do jogo
 
Foto: Carlos Júnior/FutRio
 
Tudo empatado no jogo de ida
 
Foto: Carlos Júnior/FutRio
 
Empate na primeira batalha
 
Foto: João Carlos Gomes/ Agência Bangu
 
A partida da semifinal marcada pelo equilíbrio e grandes emoções
 
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.133
Vitórias 1.728
Empates 979
Derrotas 1.426
Gols Pró 7.305
Gols Contra 6.332
Saldo de Gols 973
Artilheiros
 
Ladislau 231
Moacir Bueno 203
Nívio 152
Menezes 137
Zizinho 125
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 83