Rio de Janeiro, quinta-feira, 20 de julho de 2017 - 13h23min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informa��o » Por onde anda?
MENDONÇA, ex-jogador do Bangu
10/03/08
 

Nove jogos e muita história

Milton da Cunha Mendonça, um meia de estilo refinado que fez história no Botafogo dos anos 70 e 80, também jogou no Bangu. Pouca gente lembra, é verdade. Afinal, Mendonça vestiu a camisa alvirrubra apenas nove vezes, no final da temporada de 1990.

Com passagens pelo Botafogo (1975 a 83), Portuguesa (1983 a 85), Palmeiras (1985 a 87), Santos (1987 a 89), Al Saad do Catar (1989) e Inter de Limeira (1989), Mendonça veio para o Bangu somente encerrar sua carreira no clube em que deu os primeiros chutes na escolinha de dente-de-leite, em 1970, quando tinha 12 anos.

Hoje, comentarista da Rádio RDC 1480 AM, Mendonça mora em Bangu e tem ótimas lembranças de seus companheiros de Moça Bonita, como Sales, Arturzinho, Gilson e Vágner Pepeta, com quem conviveu entre outubro e dezembro de 1990.

Na ocasião, disputou o Campeonato Brasileiro da Terceira Divisão e a Taça Adolpho Bloch, promovida pela TV Manchete. Marcou dois gols - um contra o Fluminense, na vitória por 1 x 0 nas Laranjeiras, que faz questão de guardar até hoje em vídeo-tape.

Sobre o estado atual do clube, Mendonça é extremamente crítico: "É muito triste. Ver um clube ao qual cheguei aos 12 anos, nos dentes-de-leite, com a estrutura que tinha e agora, sem ter nada."

O carinho de Mendonça pelo clube tem muita ligação com a história de seu pai, zagueiro do time vice-campeão carioca de 1951, que teve a perna fraturada por Didi, justamente na decisão contra o Fluminense. Mendonça "pai" nunca se recuperou totalmente da lesão, teve sua carreira abreviada, o Bangu perdeu o título e o árbitro Mário Vianna sequer expulsou o meia Didi, deixando o alvirrubro com dez homens aos 5 minutos do primeiro tempo (na época, não eram permitidas substituições).

Carlos Molinari
Pesquisador da história do Bangu Atlético Clube.
     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 20
Vitórias 5
Empates 6
Derrotas 9
Gols Pró 19
Gols Contra 32
Saldo de Gols -13
Aproveitamento 35%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Raphael Augusto 3
Rogerinho 2
Bruno Luiz 2
Leandro Chaves 1
João Guilherme 1
Guilherme 1
Carlinhos 1
Anderson Penna 1
Hygor Guimarães 1
Daniel Bueno 1
Marlon 1
Mauro Silva 1