Rio de Janeiro, sexta-feira, 26 de maio de 2017 - 23h20min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informa��o » Por onde anda?
TONHO, ex-jogador do Bangu
31/03/08
 

Lateral da máquina de 1983

Tonho jogou apenas 21 vezes pelo Bangu, mas saiu de campo com 14 vitórias e três empates

Confesso que quando um amigo veio com a sugestão de realizarmos um “por onde anda?” com o Tonho, eu fiquei na dúvida. “Tonho, mas que Tonho?”

De fato, o Bangu teve dois atletas com esse mesmo apelido: o primeiro, atacante obscuro da década de 60, o segundo, o lateral Antônio Carlos Pereira de Sousa, que jogou entre 1983 e 1984. E é sobre este último que vamos falar.

Tonho jogava no modesto Rubro de Araruama quando chegou a Moça Bonita para fazer um teste. Conterrâneo do supervisor Catuca, o teste foi mera formalidade para o lateral-esquerdo, que estreou contra a Desportiva, em junho de 1983, na época com 24 anos.

Foi titular durante a magnífica campanha no Campeonato Carioca de 1983, em que o Bangu terminou em terceiro lugar. Mas para ele, o título foi perdido de forma inexplicável. “O Bangu era, sem a menor dúvida, a melhor equipe do certame, não só pela imprensa, mas também pelos próprios números”.

Entretanto, três derrotas para o Flamengo: 1 x 3 no 2º Turno, 0 x 1 na final da Taça Rio e 0 x 2 no Triangular Final acabaram com o sonho da equipe de Moisés.
“Aquele era um elenco sem vaidades e com jogadores do mais alto nível” – conta Tonho, que até hoje guarda uma grande amizade com Paulinho Criciúma. Depois que saiu do Bangu, em 1984, o lateral atuou no Moto Clube, no Rio Negro e no Paysandu.

Atualmente, convidado pelo ex-técnico Moisés, Tonho é treinador dos juniores da Cabofriense, vice-campeão do 1º turno do Campeonato Carioca deste ano.

Em relação ao Bangu de hoje, confessa muita tristeza e desejos de que um dia volte a ser o que foi.

Carlos Molinari
Pesquisador da história do Bangu Atlético Clube.
     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 13
Vitórias 3
Empates 3
Derrotas 7
Gols Pró 12
Gols Contra 23
Saldo de Gols -11
Aproveitamento 31%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Raphael Augusto 3
Leandro Chaves 1
João Guilherme 1
Guilherme 1
Carlinhos 1
Anderson Penna 1
Hygor Guimarães 1