Rio de Janeiro, domingo, 28 de maio de 2017 - 13h35min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Reportagens

TIM - A VOLTA DA VELHA RAPOSA

Chamado à última hora, ele mal teve tempo de papear com o time. Propôs chegar ao empate mas, malandramente, acabou arrancando uma grande vitória

 
Depois ele explicava: “Armei a retranca, deixei só o Luisão e o Dé lá na frente e os gols foram saindo”.

Antes de viajar para São Paulo o técnico Ananias pediu demissão, alegando não suportar as intromissões da diretoria em seu trabalho. Ao chegar a São Paulo o técnico era Luís Alberto, ex-jogador do próprio Bangu. Na hora do jogo contra o Palmeiras – grande surpresa – surgia no banco o velho e sábio Elba de Pádua Lima, o Tim:

- Estava em Rio das Ostras, gozando minha aposentadoria com a família, quando recebi o convite desse meu grande amigo e não pude recusar.

O grande amigo é Castor de Andrade, patrono e todo-poderoso presidente do Conselho Deliberativo do Bangu, acusado pelo demissionário Ananias de querer escalar o time:

- Ah, então ele gosta de escalar o time – comenta a velha raposa com a mesma frieza com que arquiteta suas estratégias fatais. – Tudo bem então. Desde que ele escale os 11 que eu quero, não me importo.

E Tim parecia muito à vontade nos festivos vestiários do Bangu, logo após a vitória contra o Palmeiras. Rodeado de cartolas, cumprimentado por torcedores – quem diria? O Bangu tem torcida organizada com charanga e tudo acompanhando-o por onde quer que vá – o grande Tim, mestre dos estrategistas, dizia de sua dupla alegria de voltar ao futebol e ao Bangu:

- Não, não fui campeão. Mas fui técnico do Bangu em 63 e comecei a formar o time que haveria de ser campeão três anos mais tarde. Hoje queremos repetir aquela experiência. Vamos formar um time para ser campeão. Temos uma base, alguns jogadores experientes como o Moisés, o Carlos Roberto, o Dé. Mas vamos trabalhar, procurar juvenis e vamos formar um grande time para ser campeão.

No começo, porém, chegou sem tanta ambição. Diz que não teve muito tempo para armar o esquema de seu time, mas orientou-o como a velha raposa:

- Teoricamente o Palmeiras é um time superior ao Bangu. Então tínhamos de ficar na defesa, jogando com muita cautela para tentar o empate. Na frente mandei que ficassem o Dé e o Luisão, jogando bem aberto para explorar as subidas dos laterais do Palmeiras. Eles costumam subir muito. Nossa chance estava ali.

E o Bangu venceu o Palmeiras. A velha raposa merece esta volta triunfante.


Repórter: Maurício Cardoso.
Fonte: Revista Placar, nº 519, de 11/04/1980.

     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 14
Vitórias 4
Empates 3
Derrotas 7
Gols Pró 13
Gols Contra 23
Saldo de Gols -10
Aproveitamento 36%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Raphael Augusto 3
Leandro Chaves 1
João Guilherme 1
Guilherme 1
Carlinhos 1
Anderson Penna 1
Hygor Guimarães 1
Daniel Bueno 1