Rio de Janeiro, segunda-feira, 24 de novembro de 2014 - 21h12min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos
» 1ª Página » Informação » Reportagens

TITA QUER REPETIR AS CAMPANHAS DE 33 E 66

O ex-jogador elogia seu pupilo Leozinho e alerta para o perigo de enfrentar Romário

Foto: O Dia On Line

A experiência exibida pelos cabelos brancos de Milton Queiróz da Paixão, o Tita, é um dos segredos da boa campanha do Bangu no Campeonato Estadual. Líder com cem por cento de aproveitamento, o Alvirrubro da Zona Oeste acalenta um sonho: repetir as façanhas de 33 e 66, com um título que não vence há 37 anos, idade que Romário completa amanhã.

“Estou com 44 anos e pensei até em dar uma pintadinha”, brinca Tita. “Mas nada disso. Os cabelos brancos fazem parte da experiência dos bons e maus momentos que vivi como jogador”, lembra o técnico.

Vencedor no campo, Tita está adorando trabalhar fora das quatro linhas. Ele começou a carreira de técnico fazendo estágio no Vasco em 99 com Antônio Lopes e, depois, Abel Braga.

“Em 2000, dirigi o Americano, em 2001, o Urawa Reds, do Japão, em 2002, o América e, depois de uma passagem pelos Estados Unidos, assumi o Bangu este ano”, conta Tita, que tem no filho Lohran, de 17 anos, o torcedor número um.

“Ele joga no juvenil do América, mas quer saber de tudo do Bangu”, conta o paizão.

Apesar da motivação com a boa campanha, ele não se ilude. “O trabalho está gostoso no Bangu. É uma oportunidade de colocar minhas idéias em prática e os jogadores têm assimilado bem o que quero”, constata.

“Mas nada de soltar foguetes. Temos os pés no chão e muitos erros a corrigir”, previne-se, mesmo depois de vencer Botafogo e Madureira por 2 a 1.

Há 50 dias no comando do jovem time do Bangu, que tem média de idade de 23 anos, Tita revela o segredo do líder. “Luta, empenho e união. É tudo o que o torcedor quer ver num time”, sintetiza ele, que se considerava um guerreiro em campo.

O destaque é o meia Leozinho, ex-Botafogo e um dos vários jogadores que o empresário Reinaldo Pitta, o mesmo que cuida dos negócios de Ronaldo, tem no clube. Já marcou dois gols no Estadual.

“É um jogador diferenciado e tem total liberdade para criar. Esperamos muito dele”, diz Tita.

O Fluminense, adversário de amanhã, em Moça Bonita, que se cuide. A ausência de Romário diminui a preocupação.

“O Romário foi meu companheiro no Vasco e na Seleção. Nunca vi atacante com presença de área igual a dele”.

Apesar de o Fluminense ser um dos vice-lanternas do Estadual, Tita espera um jogo difícil.

“O Fluminense levou azar. Vários jogadores importantes se contundiram. Com a volta deles vai melhorar de rendimento”, prevê Tita de olho no adversário.


Fonte: O Dia On Line, 28/01/2003.

     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.026
Vitórias 1.684
Empates 956
Derrotas 1.386
Gols Pró 7.105
Gols Contra 6.145
Saldo de Gols 960
Artilheiros
 
Ladislau 226
Moacir Bueno 189
Nívio 147
Menezes 134
Zizinho 125
Luís Carlos 110
Paulo Borges 108
Décio Esteves 97
Arturzinho 91
Marinho 80