Rio de Janeiro, domingo, 28 de maio de 2017 - 07h22min
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Reportagens

PERFIL DO CRAQUE: ZÓZIMO

Nome: Zózimo Alves Calazans
Posição: Zagueiro
Data e Local de Nascimento: 19/6/1932, em Plataforma, na Bahia
Data e local do Falecimento: 17/7/77 em acidente de carro no Rio
Clubes: São Cristovão, de 1948 a 1950; Bangu, de 1951 a 1965; Flamengo, em 1965; Portuguesa de Desportos, de 1965 a 1966; Esportiva de Guaratinguetá (SP), em 1966; Sporting Cristal, de Lima, em 1966 a 1967.
Títulos: Copa O'Higgins, em 1955; Copa Atlântica, em 1956; Copa Oswaldo Cruz, em 1956, 1958 e 1962; Torneio do Rio, em 1957; Copa do Mundo, em 1958 e 1962.


Tá sabendo?


Zózimo iniciou sua carreira no Bangu. Sua estréia na Seleção aconteceu nos Jogos Olímpicos de Helsinque, em 1952, numa partida contra a Holanda. No mesmo ano, o jogador disputou seu primeiro jogo pela Seleção principal. Mostrando que tinha estrela, marcou um gol na derrota para Alemanha por 4 a 2. Ao todo, o zagueiro marcou apenas dois gols com camisa verde e amarela.

Em 1958, Zózimo foi convocado para disputar a Copa do Mundo da Suécia, mas ficou na reserva de Orlando, o preferido do técnico Feola, durante toda a competição, da qual o Brasil foi campeão, conquistando o primeiro dos seus cinco títulos mundiais.

Porém, depois de amargar a reserva durante toda a Copa de 58, o zagueiro seria uma importante peça para o segundo título mundial do Brasil, na Copa de 1962, disputada no Chile. Graças ao dinamismo de seu jogo e às suas impressionantes resistência e força física ele agarrou a vaga de titular e se manteve como dono da posição.

Sua última partida pela Seleção foi exatamente a final da Copa, contra a Tchecoslovaquia. De fato, sua despedida não poderia ter sido melhor. Apesar do bom futebol apresentado pelo adversário, a camisa verde amarela pesou e o Brasil venceu os Tchecos por 3 a 1 e o companheiro de Zózimo, o capitão Mauro, ergueu a taça do bi mundial e deu início a festa brasileira no estádio Nacional do Chile
.


Frases do Esporte


"Posso não ter sido fundamental como Garrincha, mas dei minha contribuição" - Zózimo, sobre sua participação com a Amarelinha.

Fonte: Jornal dos Sports, 25/01/2006.
Reportagem: José Antonio Gerheim - Coluna É show de bola.

     
Livros
 
Estatísticas 2017
 
Jogos 14
Vitórias 4
Empates 3
Derrotas 7
Gols Pró 13
Gols Contra 23
Saldo de Gols -10
Aproveitamento 36%
Artilheiros 2017
 
Loco Abreu 3
Raphael Augusto 3
Leandro Chaves 1
João Guilherme 1
Guilherme 1
Carlinhos 1
Anderson Penna 1
Hygor Guimarães 1
Daniel Bueno 1