Fundado em 17 de abril de 1904
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Colunista » Carlos Molinari
Pela décima vez campeão internacional
16/11/2015


Confesso que só fui saber da existência da BTV Cup em 2013, quando o Bangu participou da competição pela primeira vez. Na época, era um arremedo de equipe, formada por jogadores que jamais tinham pisado em Moça Bonita. Ficaram só em terceiro lugar.

Dois anos depois eis que o Bangu voltou ao Vietnã para jogar esta inusitada competição que mistura times e seleções. Para nossa sorte, o técnico era o experiente Mário Marques, cedido pelo Gonçalense, e a equipe era realmente muito melhor. Os times vietnamitas não resistiram: perderam as três partidas que disputaram para o alvirrubro formado às pressas. As duas seleções asiáticas, do Japão e da Coreia do Sul, formada por universitários, foram mais difíceis.

A BTV Cup, transmitida online, pelo youtube, foi ótima para os torcedores aqui no Brasil, que puderam acompanhar o desenrolar dos jogos. O resultado final foi animador para o clube em si, que após a vitória deste domingo, deve ter aberto mais mercados na Ásia e deve ser convidado para outros torneios em outros países. Para os empresários isso é fundamental. Negociar jogadores para países periféricos é tudo o que eles querem neste momento.

Na campanha de 2015, o Bangu mostrou bons valores: Salatiel, Cláudio, Gabriel. Jogadores que, com certeza, nem voltarão para o Brasil, serão negociados logo por lá mesmo. Fora isso, o clube campeão ganhou a importância de 500 milhões de Dongs vietnamitas, ou seja, algo em torno de 84 mil reais.

A partida deste domingo foi um show de erros do árbitro Sukhir Singh, que parecia colocado ali de propósito para atrapalhar o andamento do jogo. O pênalti que marcou foi absurdo (assim como já tinha feito nas semifinais contra o Becamex Binh Duong), as duas expulsões foram ilógicas. Parecia mesmo que o objetivo era esticar o jogo até os pênaltis, prolongar a audiência que a BTV estava tendo.

Deu errado. Nunca poderia imaginar que o Ives acertaria um chute de fora da área. Nunca. Ele sempre tenta. Sempre acerta a bola lá na Praça de Guilherme da Silveira. Nunca tinha feito um gol pelo Bangu em 40 jogos. Foi fazer hoje, quando faltavam só três minutos para terminar a decisão.

Pode muito bem ser negociado por lá como o novo Pelé. Um meia genial, um talento raro. Fiquei feliz por ele e pelo Bangu. Tinha muito medo da combinação Bangu-final-pênaltis.

O título da BTV Cup é o décimo torneio internacional vencido pelo Bangu desde 1957. É muita coisa. Ouso dizer que nenhum desses chamados times "pequenos" que disputam o Campeonato Carioca possui isso. Pode ser que a taça do Vietnã não signifique muito em termos esportivos, mas lavou a alma do banguense que viu a própria diretoria sabotar o clube o ano inteiro, seja com a coação ao goleiro Márcio na partida contra o Resende ("entrega ou vai ficar com o passe preso"), seja colocando um time amador na Copa Rio (meramente o 11º colocado).

Ser campeão é sempre bom. Ser campeão novamente em um 15 de novembro (fomos campeões da Segunda Divisão Carioca em 2008 na mesma data) é gratificante. Poder acompanhar o desenrolar das partidas via internet é fruto da tecnologia, que hoje podemos desfrutar. Quantos banguenses do passado adorariam ter visto os jogos do Torneio de Nova York, por exemplo? Ninguém viu.

"Em Bangu se o clube vence há na certa um feriado". Neste 15 de novembro, em todo o Brasil, o "comércio fechado" pode ser entendido, por nós, como um reverência aos campeões da BTV Cup. Algo que, por menor que seja, para nós, é um verdadeiro Campeonato Mundial Interclubes, com uma dificuldade a mais: a inclusão de seleções nacionais. Deixem eu me iludir só um pouquinho, só essa semana, depois eu acordo.

Parabéns à comissão técnica (gostaria que Mário Marques fosse o técnico no Estadual, em vez de Carlos Renan ou Emanoel Sacramento), parabéns aos jogadores que se doaram e sucesso nos negócios.


Eis a campanha do Bangu na BTV Cup 2015:

Sábado, 7/11/2015
BANGU 4 x 1 THAN QUANG NINH (VIETNÃ)
Competição: BTV Cup
Local: Binh Duong (Vietnã)
Juiz: Nguyen Duc Vu
Bangu: André Regly, França (Ferrareto), Anderson Penna, Yago Silva, Guilherme, Júnior (David), Ives, Cristiano, Gilmax (Luís Felipe), Salatiel, Cláudio. T: Mário Marques.
Gols: No 1º tempo: Cláudio (2) e Anderson Penna. No 2º tempo: Lino Santos e Salatiel.

Segunda-feira, 9/11/2015
BANGU 1 x 1 SELEÇÃO DO JAPÃO
Competição: BTV Cup
Local: Binh Duong (Vietnã)
Juiz: Nguyen Duc Vu
Bangu: André Regly, França (Léo Lima), Anderson Penna, Yago Silva, Guilherme, Júnior, Ives, Cristiano, Gilmax (David), Salatiel, Cláudio (Gabriel). T: Mário Marques.
Gols: No 1º tempo: Asakawa. No 2º tempo: Cristiano.

Quarta-feira, 11/11/2015
BANGU 1 x 0 DONG TAM LONG AN (VIETNÃ)
Competição: BTV Cup
Local: Binh Duong (Vietnã)
Juiz: Phung Dinh Dung
Bangu: André Regly, França, Yago Silva, Anderson Penna, Guilherme, Ives, Daniel, Cristiano, Gabriel (Léo Lima), Cláudio (Luís Felipe), Salatiel (Gilmax). T: Mário Marques.
Gol: No 2º tempo: Salatiel.
Obs: França (Bangu) foi expulso.

Sexta-feira, 13/11/2015
BANGU 3 x 1 BECAMEX BINH DUONG (VIETNÃ)
Competição: BTV Cup
Local: Binh Duong (Vietnã)
Juiz: Sukhir Singh
Bangu: André Regly, Cristiano, Anderson Penna, Yago Silva, Guilherme, Ives, Júnior, David (Luís Felipe), Gabriel (Léo Lima), Cláudio (Gilmax), Salatiel. T: Mário Marques.
Gols: No 1º tempo: Gabriel e Júnior. No 2º tempo: Nguyen Anh Duc (pên.) e Salatiel.
Obs: Truong Quynh Phu (Becamex Binh Duong) foi expulso.

Domingo, 15/11/2015
BANGU 3 x 2 SELEÇÃO DA COREIA DO SUL
Competição: BTV Cup
Local: Binh Duong (Vietnã)
Juiz: Sukhir Singh
Bangu: André Regly, Cristiano (Luís Felipe), Yago Silva, Anderson Penna, Guilherme, Ives, Júnior, David, Cláudio (Gilmax), Gabriel (Léo Lima), Salatiel. T: Mário Marques.
Gols: No 1º tempo: Gabriel, Sin Min Seop e Gabriel. No 2º tempo: Kim Jeon Hee (pên.). No 2º tempo da prorrogação: Ives.
Obs: Yago Silva (Bangu) e Jang Chul Yong (Coreia do Sul) foram expulsos.

 
Carlos Molinari
Pesquisador da história do Bangu Atlético Clube
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.157
Vitórias 1.731
Empates 990
Derrotas 1.436
Gols Pró 7.339
Gols Contra 6.366
Saldo de Gols 973
Artilheiros
 
Ladislau 229
Moacir Bueno 204
Nívio 152
Menezes 138
Zizinho 126
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 97
Arturzinho 93
Marinho 83