Fundado em 17 de abril de 1904
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos

25/08/2002 - BANGU 1 x 1 AMÉRICA (RJ)

FICHA TÉCNICA
Competição:
Campeonato Brasileiro - Série C - 1ª Fase
Local:
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho
Árbitro:
William Marcelo Souza Nery (RJ), auxiliado por Nalcy José Silva e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
Cléber; Rodrigo, Léo, Naílton e China (Júlio César); Hélder, Leozinho (Josafá), Carlos Eduardo e Renatinho; Léo Santos e João Rodrigo
Técnico: Miguel Ferreira
Wellerson; Germano, Júnior, Walkimar e Josicler; Luciano, Ratinho (Márcio Bambú), Édson Souza e Fágner (Gaúcho); Fábio Luís e Jeferson (Zé Ílton)
Técnico: Tita
Bangu 0 x 1: Jeferson, aos 8min do 1º tempo
Bangu 1 x 1: Léo Santos, aos 18min do 2º tempo
Hélder e Carlos Eduardo (Bangu); Édson Souza e Fábio Luís (América)

. . . . . . . . . . . . . . .

Tá tudo igual
Fo
nte: Jornal dos Sports (Newton Zarani)

Bangu e América ficam no empate

América e Bangu não passaram de um empate, ontem, em Moça Bonita, na estréia das duas equipes no Campeonato Brasileiro da Série C. O resultado foi justo, se consideradas as raras oportunidades de gols criadas. Os gols foram marcados por Jefferson e Léo Santos, um em cada tempo. Domingo o América joga contra o Olaria, em Édson Passos, enquanto o Volta Redonda pega o Bangu na Cidade do Aço. O Olaria lidera o Grupo 12, com 3 pontos.

Jogo mesmo, só nos primeiros 15 minutos, quando o América, jogando melhor, fez o seu gol, com Jefferson se aproveitando de um cruzamento rasteiro, da direita, em falta cobrada com perigo por Luciano Gá. Houve ainda um gol marcado pelo zagueiro Germano, considerado irregular pela arbitragem. Daí para frente o Bangu equilibrou e teve duas oportunidades para marcar. A primeira com João Rodrigo, e a segunda com Léo Santos que livres na pequena área, em lances idênticos, chutaram forte, mas no corpo do goleiro Welerson.

O América voltou para o segundo tempo mais preocupado com a defesa, enquanto o Bangu, em desvantagem no placar, tratou de adiantar o seu meio-de-campo. Sempre mais agressivo, o Bangu, depois de muito insistir, acabou empatando, aos 18 minutos, através do atacante Léo Santos, em jogada de puro oportunismo. E teve duas ótimas oportunidades de desempatar: aos 25 minutos, com Léo Santos, e aos 27, com João Rodrigo, enquanto Fábio Luiz, teve a chance de ampliar o placar aos 33, para o América.

INGRESSO - Houve muita confusão nas bilheterias do Bangu, já que estavam sendo vendidas entradas para o jogo Bangu x Palmeiras, realizado em 10 de fevereiro passado, pelo Torneio Rio-São Paulo. A alegação do Bangu era a de que a Federação não enviara os ingressos. Além disso, o clube reclamou do preço - R$ 10 - considerado irreal para uma partida pela Terceira Divisão. Além disso, a partida teve seu início retardado em 15 minutos, por falta de policiamento.


Resultado deixa todo mundo feliz

O técnico do Bangu, Miguel Ferreira, apesar do empate, em casa, estava satisfeito. Segundo ele, o resultado não diz o que foi a partida.

"O Bangu foi sempre melhor e esteve sempre mais perto do gol. Acho que o meu time foi bem, o que deixa a certeza de que são boas as nossas possibilidades de classificação", disse Miguel, acrescentando: "Com certeza vamos subir de produção, mesmo lá dentro de Volta Redonda", disse.

No vestiário do América, o goleiro Welerson fazia discurso parecido.

"Apesar do pouco tempo de entrosamento, já que o grupo é novo, acho que agradamos ao treinador e aos torcedores. Com certeza, com a continuidade, nossa equipe subirá de produção."


ATUAÇÕES:

BANGU:
CLÉBER - Três defesas e nada mais. Mas mostrou-se sempre atento e firme. Nota 6
RODRIGO - Um início tímido. No segundo tempo esteve bem melhor. Nota 5
LÉO ZUIM - Travou um bom duelo com os atacantes do América e saiu-se bem. Nota 6
NAÍLTON - Foi outro que não deu moleza aos atacantes adversários. Nota 6
CHINA - Lutador, mas desatento. Nota 4. Entrou JÚLIO CÉSAR que foi um pouco melhor. Nota 5
HÉLDER - Esteve bem na proteção à zaga. Nota 6
LEOZINHO - Vinha bem até se contundir. Nota 6. Entrou ROBERTO, que não decepcionou. Nota 5
CARLOS EDUARDO - Fez uma boa partida. Nota 6
RENATINHO - Sobrou na partida. É o ponto de equilíbrio da equipe. Bela atuação. Nota 8
LÉO SANTOS - Jogou bem, lutou o tempo todo, e ainda fez um belo gol. Nota 7
JOÃO RODRIGO - Rápido e presente na área, mas dispersivo nas conclusões. Nota 5

     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.193
Vitórias 1.741
Empates 1.005
Derrotas 1.447
Gols Pró 7.385
Gols Contra 6.414
Saldo de Gols 971
Artilheiros
 
Ladislau 230
Moacir Bueno 206
Nívio 154
Menezes 138
Zizinho 127
Luís Carlos 126
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 86