Fundado em 17 de abril de 1904
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos

22/09/2002 - BANGU 4 x 1 VOLTA REDONDA (RJ)

FICHA TÉCNICA
Competição:
Campeonato Brasileiro - Série C - 1ª Fase
Local:
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho
Árbitro:
Djalma Beltrami (RJ), auxiliado por Carlos Henrique A. Lima e Elson Passos Sena Filho (RJ)
Cléber Moura; Rodrigo, Léo, Naílton e Júlio César; Da Silva, Renatinho e Josafá (Cléber); Fabiano Silva, Léo Santos (Jefferson) e João Rodrigo (Bruno Suzano)
Técnico: Miguel Ferreira
Lugão; Pingoto, Léo, Júlio César e Guto; Jonilson, Anderson Luiz (Guga), Nielsen e Glauber; Humberto e Neneco (Henrique)
Técnico: Wilton Xavier
Bangu 1 x 0: Renatinho, aos 4min do 1º tempo
Bangu 2 x 0: João Rodrigo, aos 17min do 1º tempo
Bangu 3 x 0: Fabiano Silva, aos 27min do 1º tempo
Bangu 4 x 0: Fabiano Silva, aos 29min do 2º tempo
Bangu 4 x 1: Humberto, aos 44min do 2º tempo
Josafá e Cléber (Bangu); Glauber e Neneco (Volta Redonda)
Rodrigo (Bangu); Léo (Volta Redonda)

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu vence e a vaga fica próxima
Fo
nte: Jornal dos Sports (Sérgio Arêas)

O Bangu renasceu no Campeonato Brasileiro da Série C. Jogando em casa, sob uma chuva fina, a equipe de Miguel Ferreira venceu por 4 a 1 o Volta Redonda e pulou da última para a segunda colocação no Grupo 12. Com a derrota, o Volta Redonda caiu para a terceira posição, com cinco pontos. O América, que no sábado empatou em 1 a 1 com o líder Olaria, agora é o lanterna, com apenas quatro. Antes da partida, Miguel prometeu uma equipe ofensiva, em busca do único resultado que interessava: a vitória. Em campo, os jogadores corresponderam às expectativas e partiram para cima do Volta Redonda.

A tática ofensiva não tardou a dar resultado. Aos quatro minutos, o lateral Júlio César escapou pela esquerda e cruzou nos pés de Renatinho, que só teve o trabalho de empurrar para a rede do goleiro Lugão: Bangu 1 a 0.

O Volta Redonda não se intimidou com a pressão do início do jogo e partiu em busca do empate. Aos 12 minutos, Humberto quase marcou de cabeça, mas a bola bateu no travessão. Aos 17, Niélsen perdeu outra boa oportunidade, após cruzamento de Janilton e foi só.

O Bangu retomou o controle da partida após uma boa triangulação do ataque, aos 18 minutos. Fabiano tocou de letra para o atacante João Rodrigo chutar à esquerda do goleiro Lugão e marcar o segundo gol banguense. Aos 25, o juiz Djalma Beltrami viu pênalti de Júlio César em Renatinho. Os jogadores do Volta Redonda ficaram revoltados com a marcação e cercaram o árbitro, que, na confusão, expulsou o zagueiro Léo. Ao deixar o campo, o jogador do Volta Redonda reclamou que foi agredido por Djalma.

"Eu só fui separar a confusão e acabei sendo empurrado e agredido com um soco pelo juiz", disse ele.

VIOLÊNCIA - Após dois minutos de paralisação, Fabiano cobrou o pênalti e marcou o terceiro gol do Bangu. A partir daí, o jogo começou a ficar violento, até que, aos 40, o lateral-direito Rodrigo, do Bangu, foi expulso por falta em Janilton.

No segundo tempo, as duas equipes pouco criaram. Em desvantagem, o Volta Redonda procurava o ataque sem objetividade. O técnico Miguel Ferreira, do Bangu, colocou Cléber e Jéferson nos lugares de Janilson e Léo Santos. As substituições deram certo e foi com uma jogada dos dois que o time chegou ao quarto gol, aos 28 minutos. Cléber fez boa jogada pelo meio e tocou para Jéferson, em posição duvidosa, marcar, para alegria da pequena torcida presente em Moça Bonita.

Após o gol, o Volta Redonda se perdeu ainda mais. Entretanto, foi ajudado pelo árbitro. Aos 44, ele inventou um pênalti de Cléber em Janilton. Humberto cobrou e diminuiu.

A decisão do Grupo 12 ficou para a última rodada. O Bangu enfrenta o América e o Volta Redonda, o já classificado Olaria.


Miguel Ferreira vibra com a garra da equipe

O Bangu deu um importante passo rumo à classificação para a segunda-fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Com a vitória de 4 a 1 sobre o Volta Redonda, pode até empatar com o América, em Édson Passos, na última rodada, desde que o Volta Redonda, que também joga em casa, não vença o já classificado Olaria.

No final da partida, o técnico Miguel Ferreira, do Bangu, comemorou o resultado e disse que os jogadores cumpriram aquilo que foi planejado.

"Gostei muito da atuação do Bangu nesta partida. Nosso objetivo era a vitória e eles lutaram pelo resultado o jogo todo", afirmou.

O atacante Fabiano, que deu um belo passe de letra para o gol de João Rodrigo, também ressaltou a boa atuação da equipe.

"Fizemos tudo que o técnico pediu e mais um pouco. Jogamos como uma final de campeonato e colocamos o coração na ponta das chuteiras", disse.

TRISTEZA - Já o técnico do Wilton Xavier, do Volta Redonda, elogiou a atuação do Bangu, mas lamentou as chances perdidas pela sua equipe no primeiro tempo.

"O Bangu foi realmente muito bem, mas o Volta Redonda perdeu muitos gols, principalmente no primeiro tempo. Temos de levantar a cabeça porque não está nada perdido. Só precisamos de uma vitória para ficarmos com a vaga", afirmou.

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu goleia e entra na briga
Fo
nte: Lancepress!

Apresentando um bom futebol, o Bangu não tomou conhecimento do Volta Redonda e derrotou, neste domingo, em Moça Bonita, com facilidade, a equipe do interior, por 4 a 1. Com isso, chegou aos seis pontos e está bem perto da vaga para a segunda fase da Série C.

Na última rodada da fase de classificação, o Bangu enfrentará o América, em Edson Passos, que com quatro pontos também luta pela outra vaga do grupo.

O único classificado é o Olaria. Com nove pontos, a equipe da rua Bariri não pode ser mais ultrapassada. Com a derrota deste domingo para o Bangu, o Volta Redonda, mesmo jogando em casa com o Olaria, vai precisar vencer e torcer para um tropeço do Bangu diante do América.

     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.193
Vitórias 1.741
Empates 1.005
Derrotas 1.447
Gols Pró 7.385
Gols Contra 6.414
Saldo de Gols 971
Artilheiros
 
Ladislau 230
Moacir Bueno 206
Nívio 154
Menezes 138
Zizinho 127
Luís Carlos 126
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 86