Fundado em 17 de abril de 1904
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos


FRIBURGUENSE 3 x 3 BANGU

FICHA TÉCNICA - Súmula
Competição:
Copa Rio - 1ª Fase - Grupo B (Turno - 2ª rodada)
Local:
Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo (RJ)
Data-Hora:
Sábado, 10/09/2011 - 15h
Renda:
R$ 1.360,00
Público:
166 pagantes (266 presentes)
Árbitro:
João Luiz da Silva Sequeiros (RJ)
Auxiliares:
Renato Xavier (RJ) e Luciano Santos de Lima (RJ)
Adilson, Sergio Gomes (Ricardinho), Cadão, Diego Guerra e Victor Hugo (Zé Victor); Bidu, Lucas, Marcelo e Jorge Luiz; Marquinhos (Ricardo) e Diego.
Técnico: Gerson Andreotti.
Wagner Braz; Gedeilson, Fabão, Carlos Renan e Baiano (Esquerdinha); Sidney, André Barreto, Mayaro e Iran Alves (Leandrinho); Bruno Luiz (Carlinhos) e Bruno Carvalho.
Técnico: Marcão.
Fabão, Bruno Carvalho, Bruno Luiz, Leandrinho e Carlinhos (Bangu); Diego Guerra (Friburguense)
-
Bangu 0 x 1: Sérgio Gomes, aos 9min do 1º tempo
Bangu 1 x 1: Baiano, aos 15min do 1º tempo
Bangu 2 x 1: Bruno Luiz (pênalti), aos 27min do 1º tempo
Bangu 2 x 2: Diego, aos 6min do 2º tempo
Bangu 3 x 2: Bruno Carvalho (Bidu (contra)), aos 8min do 2º tempo
Bangu 3 x 3: Cadão, aos 30min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu luta, mas deixa a vitória escapar
Fonte: Site Oficial do Bangu Atlético Clube

Em seu primeiro jogo fora de casa válido pela Copa Rio, a equipe alvirrubra saiu em desvantagem no marcador conseguindo a virada ainda no primeiro tempo, mas no segundo tempo não resistiu ao forte jogo aéreo da experiente equipe do Friburguense e cedeu o empate.

O jogo começou com a equipe da casa dominando as ações no meio campo e logo aos 3 minutos, o domínio deu resultado após cruzamento na área do Bangu, o veterano lateral Sergio Gomes apareceu sozinho para empurrar a bola para o fundo da rede. Friburguense 1 x 0.

O gol não abalou a equipe banguense que equilibrou o jogo e consegui o empate aos 15 minutos após bela cobrança de falta do lateral esquerdo Baiano no canto esquerdo do goleiro Adilson.

Após o empate veio a parada técnica, o Bangu trocou de uniforme e cresceu no jogo e buscou a virada, que veio aos 30 minutos através de pênalti sofrido pelo atacante Bruno Luiz e convertido pelo próprio. Bangu 2 x 1.

A virada acomodou a equipe alvirrubra permitindo assim que o Friburguense retomasse as ações no fim do primeiro tempo obrigando o goleiro Wagner Braz a fazer duas defesas difíceis e ficou nisso.

O segundo tempo começou igual ao primeiro, a equipe do Friburguense partiu pra cima em busca da igualdade no placar e conseguia aos 18’ após mais uma jogada aérea que a defesa do Bangu não conseguiu afastar, o atacante tocou sem chances de defesa para o goleiro banguense. Friburguense 2 x 2.

O jogo estava tão equilibrado que o friburguense nem conseguiu comemorar o empate, pois após cruzamento de Gedeilson, o zagueiro do Friburguense tentou cortar, mas acabou jogando contra o próprio patrimônio. Bangu 3 x 2.

Quando o alvirrubro contava com os 3 pontos fora de casa, mais uma vez o jogo aéreo da equipe do Friburguense entrou em ação numa cabeçada do ataque após cobrança de falta pela direita com a ajuda do apagão do sistema defensivo banguense que não conseguiu afastar a bola. Final Bangu 3 x 3 Friburguense

Bangu: Wagner Braz; Gedeilson, Fabão, Carlos Renan e Baiano (Esquerdinha); Sidney, Andre Barreto, Mayaro e Iran Alves (Leandrinho); Bruno Luiz (Carlinhos) e Bruno Carvalho.

. . . . . . . . . . . . . . .

Empate e liderança
Fonte: Vinicius Gastin e Matheus Oliveira (Site Oficial do Friburguense)

Após desvantagem, Frizão busca empate por 3x3 com Bangu e segue na ponta

Um jogo atípico. Lances polêmicos, gol contra e séria contusão de Sergio Gomes. No fim das contas, mais um pontinho para o time de Gerson Andreotti. Neste sábado, o Friburguense recebeu o Bangu, em jogo válido pela segunda rodada da Copa Rio e empatou por 3x3. O Frizão buscou o resultado após ficar duas vezes atrás no placar. Desta maneira o tricolor manteve-se invicto em casa, demonstrando poder de reação e força para brigar com as principais equipes do estado.


Tricolor em desvantagem

O Friburguense iniciou a partida querendo manter a invencibilidade de 507 dias no Eduardo Guinle, pressionando o adversário. Já o Bangu tentava sair nos contra-ataques, sempre perigosos, explorando o lado direito do ataque. Na primeira grande chance do jogo,o Frizão abriu o placar: cruzamento de Marquinhos para Lucas, que escorou de cabeça para Sergio Gomes completar, livre na área.

O Tricolor Serrano trocava passes e chegava principalmente pelo lado direito, administrando de froma tranquila a vantagem. Porém, aos quinze minutos, o Bangu empatou a partida, em bela cobrança de falta de Baiano. O Friburguense seguiu tentando entrar na defesa banguense, enquanto a equipe visitante assutava o goleiro Adilson em chutes de longa distância. O jogo ficou pegado e equilibrado, até que aos 25 minutos o árbitro assinalou pênalti em Bruno Luiz, após dividida na grande área. Na cobrança, o próprio centrovante cobrou sem chances para Adilson e virou a partida.

Instantes depois o Friburguense perdeu Sergio Gomes, machucado e Gerson Andreotti colocou Ricardinho, deslocando Marcelo para a direita. Em busca do empate, errava o último passe e não conseguia levar perigo a meta do Bangu. O time de Moça Bonita aproveitava os espaços e por pouco não marcou o terceiro: Bruno Carvalho foi ao ataque pelo lado direito, rolou para Mayaro dentro da área, dominar e bater com perigo à meta de Adilson. A resposta veio logo em chute de Diego Guerra, defendido por Wagner Braz.

A equipe de Marcão marcava forte e segurava o ataque tricolor. O segredo era colocar a bola no chão e quando o Frizão o fez, Marquinhos encontrou Diego livre, que invadiu a área e chutou para boa defesa de Wagner Braz. Logo depois, escanteio cobrado por Jorge Luiz encontrou Ricardinho, que cabeceou para grande defesa do camisa 1 banguense. No rebote Lucas quase marcou. Apesar da pressão, o primeiro tempo terminou com vantagem visitante.


Garra e superação: Frizão busca o empate e segue líder

A segunda etapa começou com o Frizão tomando a iniciativa, em busca da igualdade no placar. A equipe passou a pressionar e logo aos sete minutos, foi premiada com o empate: cobrança de escanteio de Marquinhos para Diego, que precisou chutar duas vezes para igualar o placar.

No entanto, mal houve tempo para comemorar. Na saída de bola, Bruno Carvalho invadiu a área e Bidu desviou contra o gol de Adilson, desempatando a partida. O jogo ficou aberto, mas as melhores chances eram do Frizão: Diego na pequena área quase empatou novamente. O Bangu, aproveitanado os espaços, seguiu levando perigo a Adilson. Ofensivo, o Tricolor Serrano assustou mais uma vez apó blelo lançamento de Lucas, batendo de três dedos, que encontrou Marcelo dentro da área. O desvio passou por cima da meta de Wagner Braz. O Bangu deu o troco em duas vezes com Mayaro, onde Adilson salvou o Frizão.

Como prêmio à determinação e superação às adversidades, o Friburguense conseguiu o empate, novamente em jogada de bola parada. Cadão marcou de cabeça aos 31 minutos.

O jogo ficou aberto. O Frizão partiu pra cima com três atacantes e o Bangu contra atacava utlilizando a velocidade de Mayaro Bruno Carvalho. No final da partida, porém, o cenário parecia treino de ataque contra defesa. O tricolor de Andreotti buscou a virada incessantemente. Apesar do esforço e garra, a partida terminou empatada em 3 a 3. Com o resultado, o Friburguense chegou aos quatro pontos na tabela e permaneceu na liderança do Grupo B da Copa Rio. O próximo desafio será no dia 21 de setembro, contra o Macaé, no estádio Claudio Moacyr.


Ficha Técnica

Friburguense 3x3 Bangu
Copa Rio 2011 - Grupo B
2ª rodada, primeira fase - turno
Estádio Eduardo Guinle, Nova Friburgo – RJ
10/09/2011 – 15:00

Árbitro: João Luiz Sequeiros
Assistentes: Renato Xavier e Luciano de Lima

Friburguense: Adilson, Sergio Gomes (Ricardinho), Cadão, Diego Guerra e Victor Hugo (Zé Victor); Bidu, Lucas, Marcelo e Jorge Luiz; Marquinhos (Ricardo) e Diego.
Técnico: Gerson Andreotti

Bangu: Wagner Braz, Gedeilson, Fabio Ney, Carlos Renan e Baiano; Sidney, Mayaro, Andre Barreto e Iran; Bruno Carvalho e Bruno Luiz.
Técnico: Marcão

. . . . . . . . . . . . . . .

Video do jogo
 
 

Foto do jogo
 
Foto: Patricia Oliveira/Agência Bangu
 
Bruno Luiz, que foi bem mais uma vez, marcou seu primeiro gol pelo Bangu na temporada
 
Foto: Vinicius Gastin
 
 
Foto: Vinicius Gastin
 
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.224
Vitórias 1.749
Empates 1.014
Derrotas 1.461
Gols Pró 7.409
Gols Contra 6.453
Saldo de Gols 956
Artilheiros
 
Ladislau 230
Moacir Bueno 206
Nívio 154
Menezes 139
Luís Carlos 126
Zizinho 124
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 86