Fundado em 17 de abril de 1904
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos


BANGU 3 x 2 DUQUE DE CAXIAS

FICHA TÉCNICA - Súmula
Competição:
Copa Rio - 2ª Fase - Grupo E (Returno - 1ª rodada)
Local:
Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho (Moça Bonita), em Bangu (RJ)
Data-Hora:
Sábado, 29/10/2011 - 16h (Horário Brasileiro de Verão)
Renda:
R$ 675,00
Público:
104 pagantes (164 presentes)
Árbitro:
Rafael Tony Cruz (RJ)
Auxiliares:
Gilberto Stina Pereira (RJ) e Diego Luiz Couto Barcelos (RJ)
Wagner Braz (Fernando Cunha); Tiago Lopes, Abílio, Carlos Renan e Esquerdinha (Gedeílson); Raphael Azevedo, André Barreto, Guzzon e Tiano; Leandrinho (Carlinhos) e Bruno Luiz.
Técnico: Marcão.
Raphael; Davi (Marquinhos), Alan, Fábio e Luiz Felipe; Marcinho, Neves, Jefinho e Pedrinho (Marcelinho); Bruno Veiga e Magno.
Técnico: Paulo Ramos.
Raphael Azevedo, Leandrinho e Abílio (Bangu); Marcinho e Neves (Duque de Caxias)
-
Bangu 1 x 0: Bruno Luiz, aos 7min do 1º tempo
Bangu 1 x 1: Bruno Veiga, aos 9min do 1º tempo
Bangu 1 x 2: Jefinho, a 1min do 2º tempo
Bangu 2 x 2: André Barreto, aos 5min do 2º tempo
Bangu 3 x 2: Guzzon, aos 20min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Em jogo de duas viradas, Bangu vence o Duque de Caxias
Fonte: Agência Bangu

Em um sábado de sol e muito calor em Moça Bonita, o Bangu fez valer o mando de campo e conseguiu a vitória sobre a boa equipe do Duque de Caxias.

O gol de Bruno Luiz após cruzamento de Leandrinho, logo aos 7 minutos, deu a falsa impressão de que a vitória seria facilmente conquistada. Bangu 1 x 0. Um minuto depois, a equipe caxiense mostrou que não iria facilitar a vida dos alvirrubros, quando Bruno Veiga fez o gol de empate, na sobra da finalização de Jeffinho que tocou na trave. Caxias 1 x 1. O gol de empate foi uma ducha de água fria nos comandos de Marcão que foram dominados no restante do primeiro tempo.

O Bangu só conseguia chegar com perigo em cobranças de faltas com Tiano e foram duas, a primeira aos 22 minutos que foi pra fora após desvio de Carlos Renan e a segunda, aos 30 minutos, em um tiro direto que passou por cima. No último lance do 1º tempo, o meia Magno bateu com perigo rente a trave direita do Goleiro Wagner Braz, que acabou se machucando no lance e teve que ser substituido no intervalo por Fernando.

O segundo tempo começou com um susto para o Bangu, logo aos 40 segundos, após uma saída errada de Esquerdinha, Bruno Veiga completou para o fundo das redes. Caxias 2 x 1. Ao contrário do 1º tempo, a equipe banguense reagiu muito bem ao gol e partiu pra cima. A pressão deu resultado aos 3 minutos quando Tiano cruzou na segunda trave e André Barreto arrematou sem chances para o goleiro caxiense. Bangu 2 x 2. O Bangu precisando da vitória se tornou mais ofensivo com a entrada de Gedeilson no lugar de Esquerdinha.

Os comandados de Marcão seguiam pressionando sempre através do seu melhor jogador, Tiano, que finalizou duas vezes com perigo aos 8 minutos e aos 11 minutos. A virada veio aos 19 minutos e contou com a sorte. A jogada começou com cruzamento de Tiano para a cabeçada de Guzzon que foi ajudado com o desvio no montinho artilheiro. Bangu 3 x 2. Após a virada, o técnico Marcão teve que promover a entrada de Carlinhos no lugar de Leandrinho que sentiu um desconforto na coxa. O calor intenso deixou o jogo mais lento e o jogo seguiu sem maiores lances de perigo até o apito final.

A equipe recebeu de presente do técnico Marcão, 2 dias de folga com o objetivo de descansar melhor seus jogadores. A reapresentação está marcada para terça-feira a tarde em Moça Bonita.

Bangu AC: Wagner Braz(Fernando);Tiago Lopes;Abílio; Carlos Renan e Esquerdinha(Gedeilson); Raphael Azevedo; André Barreto;Guzzon e Tiano; Leandrinho(Carlinhos) e Bruno Luiz.
Técnico: Marcão Oliveira

D.Caxias FC: Raphael; Davi(Marquinhos); Alan; Capitão e Luiz Felipe; Marcinho; Neves; Magno e Pedrinho(Marcelinho);Bruno Veiga e Jefinho.
Técnico: Paulo Ramos

Gols: Bruno Luiz 7'; Bruno Veiga 8' e 46'; André Barreto 49' e Guzzon 64'
Cartões Amarelo: Raphael Azevedo(BAN),Neves(DCA)

Público Pagante: 164
Renda: R$ 675,00.

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu vence Duque em jogo de cinco gols
Fonte: Maria Pimenta (GuiaFut)

Alvirrubro é vice-líder do grupo E, com sete pontos

Mais uma vez, o Bangu fez a diferença em Moça Bonita. Em casa, a equipe alvirrubra suou muito, mas venceu o Duque de Caxias por 3 a 2 e assumiu a vice-liderança do grupo E da segunda fase da Copa Rio, com 10 pontos, atrás apenas do Macaé Esporte, que tem 12 e está praticamente classificado para as semifinais da competição. O Duque de Caxias, com apenas um, segue na última posição da chave.

Apesar do forte calor, as duas equipes fizeram um dos jogos de melhor qualidade técnica da competição, com muitas chances de gol para os dois lados e poucas faltas. Mais impetuoso, o Bangu lidou bem com o favoritismo e assustou logo aos dois minutos de jogo, com Tiano, em cobrança de falta.

Os alvirrubros abriram o placar logo aos sete minutos de jogo. Leandrinho lançou da esquerda para a área e a bola encontrou Bruno Luiz, que não desperdiçou: mandou a bola no canto direito do goleiro Raphael: 1 a 0. Enquanto o Bangu ainda comemorava a abertura do placar, Bruno Veiga aproveitou trapalhada da defesa alvirrubra e, livre de marcação, subiu para marcar, de cabeça, o gol de empate do Duque de Caxias: 1 a 1.

O gol do Duque de Caxias obrigou o Bangu a se lançar mais ao ataque e a partida ficou ainda mais disputada. Com mais volume de jogo, a equipe da Zona Oeste levava perigo ao gol de Raphael. Aos 34 minutos, Leandrinho tocou para Guzzon, que estava livre, de frente para o gol. Ele teve tempo e tranqüilidade para tocar no canto esquerdo mas, quando todos já comemoravam o gol, a bola saiu pela linha de fundo.

O Duque de Caxias respondeu aos 42 minutos, com Bruno Neves, em cobrança de falta, mas a bola saiu à direita do gol de Wagner Braz, que sentiu lesão na coxa direita após a reposição de bola e deu lugar a Fernando na segunda etapa.

Apesar do forte calor e do desgaste do primeiro tempo, as equipes voltaram com ainda mais vontade para a segunda etapa, e o início de jogo foi eletrizante. O Tricolor da Baixada fez o segundo logo no primeiro minuto de jogo. Jeffinho pegou o goleiro Fernando frio e, de carrinho, acertou o canto direito: Duque de Caxias 2 a 1.

A alegria tricolor durou pouco e, logo aos cinco minutos, o Bangu chegou ao empate. Após boa tabela com Tiano, André Barreto recebeu de cara para o gol e bateu forte, sem defesa para o goleiro Raphael, e deixou tudo igual.

O gol empolgou o Bangu, que não tirou o pé do acelerador. Com quatro defesas sensacionais, Raphael salvou o Duque de Caxias de levar uma goleada histórica. Mas, aos 20 minutos, o goleiro que fez as defesas mais improváveis aceitou chute de Guzzon e a bola passou por baixo das pernas: um frangaço e Bangu 3 a 2.

O gol finalmente fez com que as equipes diminuíssem o ritmo. Enquanto Bangu cadenciava o jogo e administrava a vantagem, o Duque seguia na defesa e raramente chegava ao ataque. Aos 35, Abílio subiu sozinho e, de cabeça, mandou a bola por cima do travessão. Dois minutos depois, Bruno Neves ainda tentou o empate para o Tricolor, mas mandou por cima do travessão.

O Duque de Caxias volta a campo nesta quarta-feira (2), quando recebe o Macaé, às 16h, no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita. O Bangu folga na rodada e só volta a campo sábado (16), quando encara o Resende, novamente em Moça Bonita.

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu vence Duque de Caxias no jogo das viradas
Fonte: Flávio Amaral (FutRio)

Bangu saiu na frente, Duque virou e Alvirrubro conseguiu reverter o placar adverso

Em partida cheia de alternativas, o Bangu venceu o Duque de Caxias por 3 a 2 na tarde deste sábado, em Moça Bonita, pela rodada de abertura da segunda fase da Copa Rio 2011. Com o resultado, o time da casa segue provisoriamente na vice-liderança do Grupo E da competição.

O jogo começou a mil por hora, com o Bangu partindo para cima e abrindo o placar logo aos sete minutos, após grande lançamento de Tiano – o grande nome da partida – para Leandrinho, que cruzou na medida para Bruno Luís fazer a festa dos 164 torcedores presentes ao estádio.

Mas quem pensava que o Alvirrubro encontraria no Duque uma presa fácil, por se tratar do lanterna do grupo, se enganou. A equipe da Baixada Fluminense se lançou ao ataque e bastaram dois minutos após sofrer o primeiro gol para Bruno Veiga decretar a igualdade.

Mas a parada técnica esfriou a partida, que caiu muito em oportunidades criadas e em emoção. Faltou disposição, criatividade e consequentemente, gols, e os times foram para o intervalo com o placar em 1 a 1.

O segundo tempo começou da mesma forma e com a mesma perspectiva com que o primeiro foi iniciado: muita vontade de ambas as equipes e gols logo nos primeiros minutos. Logo na primeira chance da etapa final, Jefinho virou o placar para o Duque, mas apenas mais quatro minutos foram suficientes para André Barreto empatar novamente para o Bangu.

A partir daí, era chance seguida de chance, sobretudo do time da casa. Foi aí que entrou em cena o estreante Raphael, que fazia sua primeira partida como profissional debaixo da meta do Duque e fez uma série de grandes defesas que adiaram por muito tempo a virada banguense, que, no entanto, foi inevitável. Tiano – novamente ele – cruzou, Guzzon dominou, mandou para o gol e ainda contou com uma falha incrível de Raphael, que, apesar da boa participação em toda a partida, deixou a bola passar entre as próprias pernas.


A partida
Bangu 3×2 Duque de Caxias – 6ª rodada do Grupo E – 29/10/2011

Estádio Proletário Guilherme da Silveira (Rio de Janeiro-RJ)
Árbitro: Rafael Tony Cruz
Auxiliares: Gilberto Stina Pereira e Diego Luiz Couto Barcelos

Bangu: Wagner Braz (Fernando Cunha); Tiago Lopes, Abílio, Carlos Renan e Esquerdinha (Gedeílson); Raphael Azevedo, Guzzon, André Barreto e Tiano; Leandrinho (Carlinhos) e Bruno Luiz. Técnico: Marcão.

Duque de Caxias: Raphael; Davi (Marquinhos), Alan, Fábio e Luiz Felipe; Marcinho, Neves, Jefinho e Pedrinho (Marcelinho); Bruno Veiga e Magno. Técnico: Paulo Ramos.

Gols: Bruno Luiz 7′/1ºT (1-0), Veiga 10′/1ºT (1-1), Jefinho 1′/2ºT (1-2), André Barreto 5′/2ºT (2-2), Guzzon 20′/2ºT (3-2)

Cartões amarelos: Abílio e Leandrinho (BAN), Marcinho e Neves (DUQ).

Público: 165 presentes
Renda: R$ 675,00.

. . . . . . . . . . . . . . .

Video do jogo
 
 

Fotos do jogo
 
Foto: João Tonieto/Agência Bangu
 
Guzzon, que marcou um gol e fez uma grande partida,
observa o posicionamento dos companheiros
 
Foto: Maria Pimenta
 
Bangu chega à segunda vitória consecutiva
 
Foto: Paulo Pereira
 
 
Foto: Paulo Pereira
 
 
Foto: Paulo Pereira
 
Guzzon comemora o terceiro gol do Bangu
 
Foto: Paulo Pereira
 
 
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.224
Vitórias 1.749
Empates 1.014
Derrotas 1.461
Gols Pró 7.409
Gols Contra 6.453
Saldo de Gols 956
Artilheiros
 
Ladislau 230
Moacir Bueno 206
Nívio 154
Menezes 139
Luís Carlos 126
Zizinho 124
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 86