Fundado em 17 de abril de 1904
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos


MADUREIRA 0 x 1 BANGU

FICHA TÉCNICA - Súmula
Competição:
Campeonato Estadual (Taça Rio - 4ª rodada)
Local:
Estádio Aniceto Moscoso (Conselheiro Galvão), em Madureira (RJ)
Data-Hora:
Sábado, 17/03/2012 - 16h
Renda:
R$ 3.960,00
Público:
282 pagantes (382 presentes)
Árbitro:
Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares:
Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ) e Marco Aurelio dos Santos Pessanha (RJ)
Cléber, Wellington Junior, Thiago Medeiros, Zé Carlos e Paulo Vitor; Gilson, Caio Cezar (Jairo 35'/2ºT), Rodrigo (Heitor 26'/2ºT) e Carlinhos (Alex Silva 20'/2ºT); Maciel e Dinei.
Técnico: Gabriel Vieira
Willian Alves, China, Raphael, Santiago e Renan Oliveira; André Barreto, Oliveira, Thiago Galhardo (Gabriel Galhardo 30'/2ºT) e Almir; Fabinho e Bruno Carvalho (Marcelo Fernandes intervalo).
Técnico: Cleimar Rocha.
Santiago (Bangu); Zé Carlos, Caio Cezar, Rodrigo e Thiago Medeiros (Madureira)
-
Bangu 1 x 0: Almir, aos 28min do 2º tempo

. . . . . . . . . . . . . . .

Com golaço de Almir, Bangu vence o Madureira
Fonte: Agência Bangu


Foto: Ag. Bangu
 
Oliveira disputa a bola em dividida com o jogador do Madureira

Para alegria da nação Alvirrubra, o Bangu foi até Madureira e não decepcionou. Empurrado por sua torcida que não parava de cantar para estimular o time durante os 90 minutos, o Gigante da Zona Oeste derrotou os donos da casa após um belo gol de Almir e já encosta nos lideres do grupo B da Taça Rio.


Primeiro tempo tenso

O Bangu entrou em campo com a missão de tirar um peso das costas para fazer uma campanha de recuperação e determinação perante sua torcida. Do outro lado, a equipe adversária estava vindo de sucessivas derrotas e também precisava do resultado positivo. Tanto que, o Madureira começou fazendo sua jogada de perigo logo aos 03 minutos.

O lateral Wellington Junior avançou com a bola e cruzou, na sequencia, Maciel subiu de cabeça mas não conseguiu encostar, saindo próximo ao gol de Willian Alves.

Após o lance, o Bangu tomou a posse de bola preferindo trabalhar com Renan Oliveira na esquerda e com André Barreto no meio, mas a defesa do Tricolor Suburbano se fechava para neutralizar as jogadas banguenses.

Com o domínio, o Bangu pressionava mas acabava sendo parado com faltas. Em uma dessas, aos 17 minutos Renan Oliveira jogou a bola na área e Raphael Azevedo cabeceou, mas a bola saiu à esquerda do goleiro Cleber.

Com poucos espaços para finalizações, o Bangu pouco assustava Cleber e o Madureira pouco chegava ao gol de Willian. O último lance de chute a gol partiu do Madureira aos 31 minutos com Carlinhos, que chutou de longe e a bola subiu para ser acompanhada pelo camisa 1 banguense.


Almir quebra o gelo

Com uma postura bem mais ofensiva, o Bangu retornou para o segundo tempo mais dinâmico e entrosado. Mantendo a marcação forte, o Madureira continuava a parar os ataques Alvirrubros com faltas.

Para desespero dos presentes, aos 7 minutos, Thiago Galhardo cobrou falta e Santiago finalizou para o fundo das redes empurrando a bola com o peito, mas o assistente subiu a bandeira e anulou o gol.

Sem desanimar, o Bangu continuou dominando e aos 21 minutos Renan Oliveira arriscou de fora da área com um chute e aos 26 minutos Santiago cobrou falta que Oliveira sofreu na entrada da área. Ambos os lances finalizados com a bola saindo por cima do gol e assustando Cleber.

Até que, após muito tentar, aos 28 minutos Almir recebeu na entrada da área, deu um corte pela direita e chutou forte, guardando a bola no canto esquerdo do goleiro: 1 a 0.

Mesmo com o gol, o time continuava com vontade de ampliar a contagem e quase fez com uma bomba atirada por Oliveira aos 31 minutos em chute de falta e quando Almir invadiu a área e chutou para boa defesa do goleiro.

Nos minutos finais, o Madureira conseguiu sair para pressionar a defesa do Bangu, que bem posicionada, bloqueava qualquer chance de reação assegurando a vitória que foi muito comemorada entre a comissão, jogadores e torcida após o apito final.

No próximo domingo (25), o Bangu joga contra o Nova Iguaçu, às 16h, em Moça Bonita.

. . . . . . . . . . . . . . .

Bangu vence o Madureira e sai da lanterna no Carioca
Fonte: Lancepress!

Vitória por 1 a 0 neste sábado pela Taça Rio foi a primeira do Bangu na competição

Venceu! Na tarde deste sábado, em Conselheiro Galvão, o Bangu visitou o Madureira pela quarta rodada da Taça Rio e conseguiu vencer pela primeira vez nesta edição do Campeonato Carioca. O resultado alivia a equipe na luta contra o rebaixamento, já dado como certo na Taça Guanabara, quando foi derrotado em todos os jogos.


O JOGO

Nos princípio do jogo, poucas chances de gol foram criadas. Envolvendo duas equipes que estão na luta contra o rebaixamento, o duelo na etapa inicial se caracterizou pelo equilíbrio.

Na etapa complementar, o Bangu foi gostando do jogo e, aos 28, seu gol acabou saindo. Almir dominou a bola próximo a meia-lua, cortou para a direita e chutou forte, no canto esquerdo de Cléber, que nada pode fazer: 1 a 0.

Com o gol marcado, o Bangu acabou se retraindo e o Madureira foi com tudo para cima. Os minutos foram passando e a o apito final do árbitro foi comemorado como um título banguense. A vitória tirou a equipe da lanterna da classificação geral e de quebra, segue invicta na Taça Rio com seis pontos, na terceira colocação do Grupo B. O Madureira ficou em sétimo lugar no Grupo A, com apenas três pontos.

O Madureira volta a campo diante do Boavista, no próximo sábado, às 16h, em Conselheiro Galvão. Já o Bangu recebe o Nova Iguaçu no domingo, no mesmo horário, em Moça Bonita.

. . . . . . . . . . . . . . .

Leia a crônica de Carlos Molinari sobre este jogo.

. . . . . . . . . . . . . . .

Video do jogo
 
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.157
Vitórias 1.731
Empates 990
Derrotas 1.436
Gols Pró 7.339
Gols Contra 6.366
Saldo de Gols 973
Artilheiros
 
Ladislau 229
Moacir Bueno 204
Nívio 152
Menezes 138
Zizinho 126
Luís Carlos 119
Paulo Borges 109
Décio Esteves 97
Arturzinho 93
Marinho 83