Fundado em 17 de abril de 1904
Clube
História
Estádios
Símbolos
Presidentes
Futebol
Jogos
Títulos
Atletas
Técnicos
Competições
Informação
Livros
Crônicas
Reportagens
Por onde anda?
Estatísticas
Gerais
Confrontos
Campanhas
Ranking CBF
Competições
Multimídia
Fotos
Áudios
Vídeos

» 1ª Página » Informação » Notícias » Jogos
DESPORTIVA FERROVIÁRIA-ES 1 x 0 BANGU
FICHA TÉCNICA
Competição:
1ª Taça Unimed Vitória (Seminfinal)
Local:
Estádio Engenheiro Alencar de Araripe (Arena Unimed Sicoob), em Cariacica (ES)
Data-Hora:
Sábado, 06/09/2014 - 18h30min
Renda:
-
Público:
-
Árbitro:
Devarly Lira do Rosário (CBF)
Auxiliares:
Nildo dos Santos (ES) e Paulo Peterson Casanova (ES)
Felipe, Kelvin, Mayko Jhordan, Tony e Tatá; Thiago, Tabata, Madisson, Léo Oliveira (Ivan) e Erivélton; Ramon.
Técnico: Vevé.
Fernando Cunha, Anderson Kunzel, Anderson Penna (Kerlyson), Luiz Felipe e Rafael Batista; Magno, Ferreira, Fábio Paulista (Carlos Alberto) e Juninho (Fernando Junior); Juan (Bruno Luiz) e Dú Paraíba.
Técnico: Mário Marques
.
Madisson (Desportiva)
Ivan (Desportiva)
Bangu 0 x 1: Erivélton, aos 45min do 1º tempo
. . . . . . . . . . . . . . .
Desportiva vence o Bangu e faz final da Taça Vitória contra o Serrano-BA
Fonte: GloboEsporte.com
Time capixaba derrotou o rival carioca por 1 a 0 e encara adversário baiano na decisão do torneio interestadual, nesta segunda-feira, no Estádio Engenheiro Araripe

Jogando com autoridade, a Desportiva fez valer o mando de campo e venceu o Bangu, por 1 a 0, na segunda semifinal da Taça Unimed Vitória de Futebol, que aconteceu na noite deste sábado, no Estádio Engenheiro Araripe, em Jardim América. O resultado classifica o time capixaba para a decisão do torneio interestadual, onde vai enfrentar o Serrano-BA, que mais cedo derrotou o Rio Branco-ES nos pênaltis por 7 a 6, após empate por 0 a 0 no tempo normal.

O gol da partida foi marcado no último minuto do 1º tempo, com Erivélton cobrando pênalti, após o atacante Ramon ser derrubado dentro da área do Bangu. A Desportiva encara o Serrano nesta segunda-feira, às 18h30, no Estádio Engenheiro Araripe. Antes, às 16h acontece a decisão de 3º e 4º lugar, entre Rio Branco-ES e Bangu, no mesmo local.


Tiva ataca mais e chega ao gol no fim

A primeira etapa começou equilibrada, com os cariocas armando a primeira jogada ofensiva com Dú Paraíba. O atacante recebeu passe no lado esquerdo de ataque do Bangu, driblou dois marcadores e chutou forte, por cima do gol de Felipe, no primeiro ataque carioca na partida. Logo depois foi a vez da Desportiva responder, aos 19 min. O lateral direito Kelvin tentou jogada pela direita de ataque, passou pelo marcador e foi derrubado, na ponta da grande área. O árbitro Devarly do Rosário mandou o jogo seguir, para desespero dos torcedores, que pediram pênalti.

Um minuto depois, susto para o time carioca. O meia Léo Oliveira, capitão da Desportiva, recebeu passe na ponta esquerda, puxou a bola para o meio, chutando forte e com curva. A bola passou rente à trave do goleiro Fernando Cunha, causando um frisson nas arquibancadas. Sem penetração na área grená, os homens de frente do Bangu tentam chutes de fora da área, mas sem sucesso. mesmo assim aos 25, Dú Paraíba fez bela jogada na lateral direita, deu um drible da vaca em Madisson com apenas um toque na bola e partiu com ela dominada. Ao chegar na área grená, o atacante ginga e chuta forte, mas a bola vai pra fora. Já no fim da etapa inicial veio o gol grená, após o atacante Ramon ser derrubado dentro da área. O meia Erivélton cobrou pênalti com categoria e abriu o placar no Araripe.


Pressão, expulsão relâmpago e capixabas na final

A segunda etapa começou com a Desportiva tentando resolver logo o jogo. Aos dois minutos, após escanteio pela direita, a zaga afasta mal, para o meio da área e o zagueiro Tony tenta de peixinho. O goleiro Fernando Cunha faz a defesa e salva o Bangu. Logo depois, aos sete, na intermediária do ataque grená, o meia Léo Oliveira dribla e dá um toque de cavadinha nas costas da zaga. O atacante Ramon recebe e chuta forte para ampliar o placar, mas o bandeirinha marca impedimento e frustra a comemoração da Tiva.

O time carioca só chegou com perigo aos 10 minutos, com o lateral-direito Anderson Kunzel, que recebeu passe em profundidade dentro da área da Desportiva, chutou forte, com o goleiro Felipe rebatendo para escanteio. Depois daí, aos 17 um lance inusitado deixou a Desportiva com um jogador a menos em campo. O volante Ivan, que havia acabado de entrar no lugar do capitão Léo Oliveira, dividiu forte com o meia Carlos Alberto, do Bangu e foi expulso de campo. Mesmo com 10 homens em campo, a Desportiva era mais efetiva nos ataques.

Aos 24 minutos, o lateral-esquerdo Tatá parte pra cima dos zagueiros do Bangu, dribla dois e sofre falta na entrada da área. Erivélton cobra e obriga o goleiro Fernando Cunha a espalmar para escanteio. Logo depois, em nova cobrança de falta, só que de mais longe, Erivélton aproveitou a grama molhada com a chuva e chutou forte e rasteiro. Novamente o goleiro do Bangu defendeu, mas com dificuldades. Com a proximidade do fim da partida, o time carioca bem que tentou empatar, entretanto o time grená soube resistir bem às ofensivas alvirubras e o placar se manteve favorável à equipe grená.

. . . . . . . . . . . . . . .

Video do jogo
 
 

Fotos do jogo
 
Foto: Henrique Montovanelli/Divulgação
 
 
Foto: Henrique Montovanelli/Desportiva Ferroviária
 
 
     
Livros
 
Estatísticas
 
Jogos 4.224
Vitórias 1.749
Empates 1.014
Derrotas 1.461
Gols Pró 7.409
Gols Contra 6.453
Saldo de Gols 956
Artilheiros
 
Ladislau 230
Moacir Bueno 206
Nívio 154
Menezes 139
Luís Carlos 126
Zizinho 124
Paulo Borges 109
Décio Esteves 98
Arturzinho 93
Marinho 86