Bangu Atlético Clube: sua história e suas glórias
Vasco sofre, mas vence o Bangu em noite de Nenê, que brilha e vira artilheiro isolado do Carioca
17/02/2022
Fonte: Lance! (Felippe Rocha)
Camisa 10 deu uma assistência e fez um golaço de falta para salvar o Cruz-Maltino, que sofria contra o Bangu comandado por Felipe Loureiro, ídolo do time de São Januário
Foto: Fernando Silva/ Bangu AC
O duelo entre Vasco e Bangu foi disputado debaixo de muita chuva
O duelo entre Vasco e Bangu foi disputado debaixo de muita chuva

O jogo parecia encardido. Estava muito difícil para o Vasco. Mas num intervalo de cinco minutos, Nenê tirou duas jogadas lindas do repertório para dar uma assistência para Raniel e marcar ele mesmo o segundo gol. Deste modo, Felipe Loureiro, ou Felipe Maestro, até foi recebido com homenagens em São Januário, mas o técnico do Bangu viu o time cruz-maltino conquistar mais uma vitória no Campeonato Carioca. Com o 2 a 0, o time chegou a 16 pontos e subiu uma posição na tabela. O camisa 10 é o artilheiro da competição, com cinco gols. O próximo adversário é o Audax, domingo.

VASCO BEM

Aos quatro minutos, duas chances seguidas para o time visitante. Nascimento limpou dois marcadores, chutou e Thiago Rodrigues defendeu. No rebote, o goleiro afastou para frente, e Roberto Baggio não conseguiu finalizar na direção certa. Pouco depois foi Nenê quem fez Paulo Henrique trabalhar após receber passe de Gabriel Pec. E quatro minutos depois, Bruno Nazário aproveitou jogada pela esquerda e chutou forte, mas o goleiro alvirrubro defendeu novamente. E ainda teve a chance de Pec, que chutou forte, mas o goleiro pegou. Era o melhor momento do Vasco.

PRESSÃO DO BANGU

Só que na volta da parada técnica, o Bangu, que estava organizado, teve campo para jogar. Anderson Conceição precisou intervir pela primeira vez aos 21 minutos. Aos 24, Denilson chutou de muito longe e obrigou Thiago Rodrigues a fazer boa defesa. No minuto seguinte, Daniel Dias recebeu da esquerda e chutou com perigo, só que por cima. E o goleiro vascaíno precisou trabalhar novamente aos 27, após chute de Lucas Oliveira. Era pressão do Bangu! O time da casa até respirou aos 35, quando Juninho chutou forte, mas a bola não entrou. Mas Anderson Conceição precisou intervir outras duas vezes para salvar o Cruz-Maltino antes do apito para o intervalo.

O BRILHO DO CRAQUE

A segunda etapa começou com o time comandado por Felipe novamente melhor. Santarém fez o goleiro vascaíno trabalhar logo aos três minutos. Mas aos cinco, Juninho respondeu com um chute colocado. Mas o jogo seguida muito difícil para o Vasco. Só que aí Nenê tirou da cartola um passe de calcanhar que virou um lançamento para Raniel, na cara do gol. Mesmo marcado, o centroavante conseguiu chutar no canto e abrir o placar aos 14 minutos. E Nenê tranquilizou mais ainda a torcida aos 19 minutos, em cobrança de falta. Como se fosse fácil, o camisa 10 guardou no ângulo superior direito do goleiro alvirrubro. Vasco 2 a 0.

CALMARIA

E depois da parada para hidratação, com substituições frequentes, o ritmo de oportunidades para ambos os times diminuiu. Gabriel Pec chegou a encantar a torcida com um elástico na ponta direita e Nenê tentou um gol do meio-campo. Nenhum dos dois foi feliz nas respectivas jogadas. O time visitante até deu dois sustos nos minutos finais, mas não conseguiu diminuir o prejuízo na noite chuvosa na Colina.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 0 BANGU
Data e hora: 17/2/2022, às 20h350
Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Tarcizo Pinheiro Caetano
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Diego Luiz Couto Barcelos
Público pagante: 5.735 pessoas
Público presente: 5.931 pessoas
Renda: R$ 169.120,00
Cartões Amarelos: Juninho, Bruno Nazário e Nenê (VAS); Israel, Wisney, Daniel Dias (BAN) Cartões Vermelhos: Não houve
Gols: Raniel (14'/2ºT 1-0) e Nenê (19'/2ºT 2-0)

VASCO Thiago Rodrigues; Weverton, Cangá, Anderson Conceição e Riquelme (Edimar, 29'/2ºT); Matheus Barbosa (Laranjeira, 44'/2ºT) e Juninho (Galarza, 35'/2ºT); Bruno Nazário, Nenê (Isaque, 44'/2ºT) e Gabriel Pec; Raniel (Getúlio, 28'/2ºT) - Técnico: Zé Ricardo.

BANGU Paulo Henrique, Carlos Eduardo (Wisney, 10'/2ºT), Israel, Lucas Oliveira e Raí; Renatinho (Adsson, 31'/2ºT), Denilson e Roberto Baggio; Nascimento (Felipinho, 31'/2ºT), Daniel Dias (Alison, 20'/2ºT) e Luis Araújo (Santarém, 26'/1ºT) - Técnico: Felipe Loureiro.